Aprosoja/MS divulga dados da geada ocorrida na primeira quinzena de junho

Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso do Sul (Aprosoja/MS) divulgou o Boletim Casa Rural – Agricultura, com informações sobre a ocorrência de geada no dia 13 de junho, em algumas cidades, especialmente na região Sul do estado.

De acordo com os técnicos do Projeto SIGA-MS, plantas de milho que estavam entre o estádio fenológico V6 e R3 apresentaram queima parcial ou total das folhas jovens. Os municípios que tiveram danos mais acentuados foram Antônio João, Ponta Porã, Amambai, Aral Moreira e Laguna Carapã, apresentando queda na produção média, mas sem afetar a expectativa de produção. No estado, as lavouras em condições boas representam 80,8%, regulares são 12,8% e ruins são 6,4%.

Na última sexta-feira (24), o índice de colheita do milho segunda safra em MS atingiu 57,7 mil hectares, o que representa 2,9% da área estimada. A região Norte apresenta média de área colhida de 10,5%, a região Central de 3,9% e a região Sul de 1,1%.

O presidente da Aprosoja/MS, André Dobashi, explica que “A região Norte está com a colheita mais avançada porque o produtor plantou mais cedo e a região tem apresentado boas condições climáticas ”. Quando comparada com o mesmo período da safra anterior, a porcentagem de área colhida está 2,9 pontos percentuais acima.

A estimativa de área plantada é de 1,9 milhão de hectares, com produtividade é de 78,13 sc/ha e produção de 9,34 milhões de toneladas.

Veja também