Consultoria revisa safra de soja e de milho para cima

A AgResource Brasil revisou as estimativas de produção de soja e de milho para a safra 2021/22. As revisões vêm em linha com a melhor mensuração dos rendimentos de campos de soja e da primeira safra de milho devido ao avanço da colheita e finalização dos trabalhos em alguns estados, bem como estimativas mais assertivas de área plantada de milho 2ª safra.

Para a soja, a produção foi elevada praticamente devido a aferição de área plantada de Mato Grosso, o maior estado produtor. Com isso, a produção nacional foi indicada em 121,93 milhões de toneladas, elevação de 1,63%, enquanto a área foi indicada maior em 1,35%, atingindo 41,51 milhões de hectares.

Nesse sentido, o uso doméstico de soja em 2022 foi elevado para 50,65 milhões de toneladas, enquanto as exportações foram indicadas em 75 milhões de toneladas.

As projeções da consultoria ficam abaixo das estabelecidas pelo último levantamento de safra da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Segundo a entidade, a safra brasileira da oleaginosa deve alcançar 124,268 milhões de toneladas. Outro órgão que projeta para cima a produção do país é o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), que no relatório de junho arredondou para 126 milhões de toneladas a produção do Brasil nesta temporada.

Milho

No milho, a área da 1ª safra foi mantida constante em 4,52 milhões de hectares, enquanto para a 2ª e 3ª safra foram elevadas para 16,06 milhões de hectares e 670 mil hectares, respectivamente.

A produtividade da primeira safra foi elevada de 87 para 91 sc/ha, o que trouxe a produção de 21,93 para 23,03 milhões de toneladas.

No caso da segunda safra, a colheita segue avançando, principalmente em Mato Grosso, e foi indicada em 7,78%. Para a revisão de safra, a AgResource nota que o aumento de área de soja resultou em um incremento da área semeada da segunda safra de milho, e com a produtividade levemente ajustada para 93 sc/ha, deve resultar em uma produção de 85,07 milhões de toneladas, aumento de 1,48% em relação ao mês anterior.

Para a produção total de milho no Brasil, a AgResource estima 110,20 milhões de toneladas, ante 108,15 no mês anterior, enquanto o uso doméstico e de exportação foram mantidos em 75,0 e 36,5 milhões de toneladas respectivamente.

Canal Rural*

Veja também