Caravana da Saúde realiza mais 6 mil cirurgias e exames de média e alta complexidade

Lançado no final do ano passado, a Caravana da Saúde ‘OPERA MS’ e ‘EXAMINA MS’, edição 2021/2022, já realizou 6.876 procedimentos em todo o Estado, sendo 1.624 cirurgias eletivas e 5.252 exames de média e alta complexidade. Houve uma desaceleração no atendimento por conta do recrudescimento da pandemia da Covid-19 e para evitar o avanço da doença em Mato Grosso do Sul.

Segundo o secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, os dados se referem apenas aos procedimentos realizados em hospitais públicos do Estado que fizeram adesão ao programa. “Nós estamos avançando com o programa em Mato Grosso do Sul, mas devido ao aumento dos casos de Covid-19 e de Influenza que registramos nestes dois primeiros meses de 2022, requereu das unidades hospitalares públicas, uma atenção especial, onde tiveram que considerar a taxa de ocupação de leitos para a realização de cirurgias eletivas. Mas acredito que iniciamos um processo de estabilidade com tendência de queda da Covid, assim, espero que os números de cirurgias possam aumentar no Estado”.

Para a diretora executiva Superior e Assessoramento da Secretaria Estadual de Saúde e coordenadora do programa, Adriana Maset Tobal, os procedimentos referentes aos credenciamentos pactuados com as entidades privadas não constam neste levantamento. “A prestação de serviços hospitalares e ambulatoriais com as empresas privadas para atender o Programa Caravana da Saúde ainda não começou. O credenciamento dos serviços privados surgiu para atender a demanda que não teve adesão ou a adesão foi insuficiente pelos serviços públicos para atender aos procedimentos cirúrgicos ortopédicos e exames. O Processo Licitatório segue as normativas previstas pelo Sistema Único de Saúde”.

‘OPERA MS’

De acordo com o balanço do ‘OPERA MS’ realizado pela Secretaria de Estado de Saúde – 1.624 cirurgias com sete especialidades foram realizadas em hospitais públicos de 16 municípios que fizeram a adesão ao ‘OPERA MS’. Veja quais são:

Cirurgias Gerais 581 foram realizadas em 14 municípios do Estado (Anastácio, Aparecida do Taboado, Aquidauana, Caarapó, Costa Rica, Coxim, Fátima do Sul, Itaporã, Ivinhema, Maracaju, Naviraí, Santa Rita do Pardo, Sonora e Três Lagoas), sendo o maior número de cirurgias realizadas no município de Aparecida do Taboado com 229 cirurgias gerais realizadas até o presente momento.

Cirurgias Ginecológicas 155 foram realizadas em nove municípios do Estado (Anastácio, Aparecida do Taboado, Aquidauana, Fátima do Sul, Itaporã, Ivinhema, Maracaju, Naviraí, Santa Rita do Pardo), sendo 75 procedimentos cirúrgicos ginecológicos realizados em Aparecida do Taboado.

Cirurgias Oftalmológicas 745 procedimentos foram realizados em oito municípios do Estado (Anastácio, Aparecida do Taboado, Bonito, Camapuã, Fátima do Sul, Ivinhema, Naviraí e Santa Rita do Pardo), sendo Santa Rita do Pardo responsável pelo maior número de cirurgias realizadas com 171 procedimentos.

Cirurgias Ortopédicas foram realizadas em seis municípios (Aparecida do Taboado, Caarapó, Coxim, Maracaju e Santa Rita do Pardo) com 97 procedimentos. Os municípios de Coxim (com 30 procedimentos) e Maracaju (com 26 procedimentos) foram o que realizam o maior número de cirurgias sobre esta especialidade até o momento.

Cirurgias Vasculares 39 procedimentos foram realizados em três municípios do Estado, sendo Costa Rica, Coxim e Fátima do Sul que registra o maior número de procedimentos com 30 cirurgias realizadas.

Costa Rica realizou um procedimento de Cirurgia Urológica e mais seis procedimentos de Cirurgias de Otorrinolaringológicas.

‘EXAMINA MS’

Conforme o balanço do ‘EXAMINA MS’ realizado pela Secretaria de Estado de Saúde – 5.252 exames de média e alta complexidade em cinco especialidades que foram realizadas em clínicas médicas de cinco municípios que fizeram a adesão ao ‘EXAMINA MS’. Veja quais são:

Ultrassons – 2.155 exames foram realizados em dois municípios Aparecida do Taboado e Dourados, sendo este último responsável pela execução de 2.155 procedimentos realizados.

Ressonância Magnética – 2.057 exames foram realizados em três municípios: Corumbá, Ponta Porã e Dourados, sendo este último responsável pela execução de 1.799 procedimentos realizados.

Tomografia Computadorizada – 895 exames realizados em três municípios: Aparecida do Taboado, Maracaju e Dourados, sendo este último responsável pela execução de 728 procedimentos realizados.

Dourados também foi responsável pela realização de 122 exames de Eletroencefalograma e 23 exames de Densitometria.

Campo Grande

Quanto a Campo Grande, não foi realizada nenhuma cirurgia ou exame de alta e média complexidade até o presente momento, considerando que o município de Campo Grande não finalizou o processo dos novos termos aditivos dos estabelecimentos de saúde que fizeram as adesões ao Programa Caravana da Saúde nos projetos ‘OPERA MS’ e ‘EXAMINA MS’, tão pouco encaminhou as adesões referentes às cirurgias ortopédicas com prótese que estavam previstas dentro do prazo estipulado.

Caravana da Saúde

Trinta e quatro municípios fizeram adesão aos Projetos ‘Opera MS’ e ‘Examina MS’ com a missão de reduzir a fila. Entre cirurgias e exames, 70 mil procedimentos médicos de média e alta complexidades serão realizados em Mato Grosso do Sul até outubro de 2022 na nova etapa da Caravana da Saúde. O mutirão foi lançado pelo governador Reinaldo Azambuja e pelo secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, no dia 2 de dezembro de 2021.

Pelas duas modalidades da Caravana da Saúde, “Opera MS” e “Examina MS”, são ofertados procedimentos cirúrgicos eletivos e ambulatoriais (exames) de média e alta complexidades. Entre as cirurgias feitas estão as ortopédicas, vasculares, oftalmológicas, de otorrinolaringologia e urológicas. No rol de exames aparecem ressonâncias magnéticas, tomografias computadorizadas, ultrassonografias, cardiovasculares, de cintilografia, endoscopia e colonoscopia.

Veja também