Foto: Divulgação/Assessoria

Contrariando o que afirmou ontem (27), o secretário de Saúde de Ponta Porã, Patrick Carvalho Derzi, à reportagem, que os casos de Covid-19 estariam sob controle, hoje (28), o prefeito reeleito, Hélio Peluffo (PSDB), convocou a imprensa para informar que o município enfrenta a segunda onda da doença.

Hélio também afirmou que os leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) estão lotados e há filas de esperas por vagas.

“Nossa UTI está lotada e tem pessoas esperando vagas. Isso revela um quadro pior do que a primeira onda. É urgente que as pessoas fiquem em casa, evitem aglomerações, inclusive em reuniões e festas familiares”, pediu o prefeito.

O chefe do Executivo também ressaltou o uso da máscara o “tempo todo”, bem como a higienização das mãos com água e sabão, ou álcool em gel 70%.

“Vamos reunir o Comitê da Covid-19 e avaliar a necessidade de adoção de medidas restritivas. Enquanto isso pedimos que nos próximos 15 dias haja respeito e proteção à vida: com as 20 vagas de UTI ocupadas não temos como garantir o atendimento hospitalar para os pacientes mais graves”.

Como citado no início desta matéria, ontem, ao conversar com o Ponta Porã News, o secretário de Saúde garantiu que o Novo Coronavírus “está sob controle e que, por enquanto, não há necessidades de medidas restritivas”.

No entanto, Patrick admitiu que nesta semana houve aumento considerável nos diagnósticos positivos.

Dados atualizados

Neste sábado, segundo dados da SES (Secretaria Estadual de Saúde), Ponta Porã confirmou 23 novos casos de Covid-19, chegando ao total de 1.569.

Exames em análise no Lacen (Laboratório Central de Mato Grosso do Sul) são 108, e mortes 42.