Defensoria Pública completa 40 anos de trabalho prestado aos cidadãos de MS

O auditório da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) serviu de palco na noite de quinta-feira (30) para a celebração dos 40 anos da Defensoria Pública do Estado. A cerimônia reuniu diversas autoridades e representantes dos Poderes, como o governador Reinaldo Azambuja e o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Paulo Corrêa.

Ao lado da defensora pública-geral Patrícia Cozzolino, o governador Reinaldo Azambuja parabenizou a instituição que tem 206 defensores pelo forte trabalho prestado aos cidadãos mais necessitados, que vivem em situação de vulnerabilidade social.

“Nesses sete anos e meio como governador, posso dizer que a Defensoria é uma instituição que atende o mais desassistido e está presente nas causas que mais afligem aquelas pessoas sem nenhuma condição de recurso. A Defensoria cumpre seu papel, atendendo juridicamente as demandas dos mais desassistidos. Mas mais do que isso, a Defensoria constrói pontes. Nós tivemos aqui momentos de pandemia em que a Defensoria sentou junto à mesa para buscarmos soluções conjuntas para muitos problemas. Então, a palavra é de gratidão ao trabalho prestado para as pessoas de Mato Grosso do Sul. É uma honra poder participar desse momento e celebrar uma história de muita luta e trabalho que orgulha o Mato Grosso do Sul”, destacou Reinaldo Azambuja.

O governador aproveitou o evento para cumprimentar a defensora pública-geral Patrícia Cozzolino pelo seu aniversário, que é celebrado nesta quinta-feira (30), e disse que fica muito grato por “juntos terem fortalecido a Defensoria, atendendo as demandas dos defensores”.

No evento, Patrícia Cozzolino, que chefia o órgão público desde 2021, destacou o trabalho desempenhado neste período. “Buscamos desde início o diálogo com o Executivo e com todas as demais instituições. Isso foi fundamental para avanço de várias políticas públicas. É uma gestão de consenso e encontro porque, afinal, estamos todos pelo bem dos cidadãos sul-mato-grossenses”, afirmou a defensora pública-geral.

Para ela, as quatro décadas da Defensoria marcam o avanço da instituição ao longo dos anos na expansão dos atendimentos às pessoas em situação de vulnerabilidade: de maneira presencial, nas unidades; remota, com a plataforma digital; e móvel, com a Van dos Direitos. Só no ano passado foram 325 mil atendimentos, revelou Patrícia Cozzolino.

Sede própria

Ao discursar para uma plateia formada majoritariamente por defensores, Reinaldo Azambuja anunciou que já autorizou a Secretaria de Estado de Administração e Desburocratização (SAD) a adquirir um terreno que será doado à Defensoria Pública para a construção da sede própria em Campo Grande. Atualmente, a instituição funciona em espaços cedidos no Fórum, no Parque dos Poderes e também em prédios alugados. Segundo o deputado Paulo Corrêa, a área que será doada pelo Estado fica no centro da cidade para facilitar o acesso da população.

Oficialmente, o aniversário da Defensoria Pública de Mato Grosso do Sul é comemorado no dia 1º de julho. Mas a festa foi realizada nesta quinta-feira (30) com entregas de homenagens às pessoas que contribuíram com o trabalho da instituição nestes 40 anos. O governador Reinaldo Azambuja foi uma das personalidades reconhecidas.

Também participaram da cerimônia os deputados federais Vander Loubet e Luiz Ovando, além de demais autoridades representantes do legislativo e judiciário.

Veja também