Alms

Festival da Literatura Indígena terá palestras, oficinas e música

O que forma a literatura indígena brasileira? Como ela é construída? Quem a produz? Essas são algumas das perguntas que serão respondidas durante o Festival de Literatura Indígena, projeto cultural incentivado pelo Fundo de Investimentos Culturais (FIC-MS) da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul.

Idealizado pelo escritor Samuel Medeiros, o projeto tem curadoria da professora Rosa Zanelatto Santos, da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) e tem como objetivo fazer um recorte da literatura indígena brasileira.

O Festival será realizado nos dias 20, 21, 22 e 23 de outubro e conta com a parceria do Sesc Cultura e da Biblioteca Pública Estadual Dr. Isaías Paim.

O eixo curatorial do festival está focado na temática indígena, e para isso foram convidados para ministrar as palestras os professores Daniel Munduruku (SP), Graciela Chamorro (Dourados/MS) e Gleycielle Nonato (Coxim/MS).

O público interessado em aproximar-se das práticas da linguagem da literatura indígena podem se inscrever nas oficinas disponíveis que serão ministradas pela escritora Julie Dorrico (RO) e pelos professores/escritores Raquel Naveira e Wellington Furtado, ambos de Campo Grande.

Segundo Samuel Medeiros, “o Festival será uma das formas de oferecer ao público local, o conhecimento das histórias indígenas, sua identidade e cultura, bem como conhecimento da bibliografia nacional sobre o tema”.

A entrada é gratuita em todas as atividades. As inscrições para as oficinas podem ser feitas no link bit.ly/oficinasfestivaldaliteraturaindigena .

O público máximo por palestra é de 60 pessoas, nas oficinas de 20 pessoas e para o show musical é de 80 pessoas.

Pax Primavera
Veja também

Ao continuar navegando nesse site, você concorda com o uso de cookies. Estou ciente Saiba mais