Governo decreta situação de emergência em 5 cidades

Por conta das tempestades, com vendavais, chuva e granizo em outubro, o governador Reinaldo Azambuja declarou Situação de Emergência em partes das áreas urbana e rural dos municípios de Amambai, Eldorado, Itaquiraí, Japorã e Paranhos. O Decreto foi publicado nesta quinta-feira (11) no Diário Oficial do Estado.

O reconhecimento abre possibilidade de o poder público pleitear recursos para dar resposta ao desastre. “Esses municípios decretaram Situação de Emergência e cumpriram o regramento. Fizemos o apoio técnico e estamos fazendo o levantamento para dar encaminhamento para o atendimento à população”, disse o coordenador da Defesa Civil Estadual, Tenente-Coronel Fabio Santos Catarineli.

Diversos danos públicos e privados foram causados pelo temporal, com prejuízos que ultrapassaram a capacidade de resposta dos municípios afetados, principalmente o destelhamento em centenas de residências, além de prédios públicos e privados, contabilizando danos consideráveis em galpões e outras estruturas, além do corte no fornecimento de energia elétrica decorrente da queda de árvores e galhos sobre a fiação elétrica, prejudicando a conservação do leite, ventilação de aviários, produção e escoamento de rações, carnes e hortifrutigranjeiros e outros produtos da agricultura familiar.

Entre os mais afetados estão produtores de melancia, comunidades indígenas, quilombolas e moradores das periferias. O decreto autoriza a mobilização de todos os órgãos estaduais para atuarem, sob a coordenação da Defesa Civil, nas ações de resposta ao desastre, reabilitação do cenário e reconstrução.

Força-tarefa

A publicação desta quinta-feira é resultado da reunião de 18 de outubro em que o governador Reinaldo Azambuja criou um grupo de trabalho para apoiar os municípios e restabelecer o fornecimento de energia elétrica, que estava interrompido em algumas cidades, inclusive cedendo aeronaves da Casa Militar para fazer o mapeamento das áreas rurais em que os postes desabaram.

A reunião contou com as presenças do diretor-presidente da Energisa, Marcelo Vinhaes Monteiro; dos secretários Eduardo Riedel (Infraestrutura), Flávio César (Governo e Gestão Estratégica) e Jaime Verruck (Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar); e do Tenente-Coronel Fabio Catarineli.

Na ocasião, o governador pediu aos participantes celeridade nas ações para apoiar as prefeituras na recuperação dos estragos e para restabelecer o fornecimento de energia.

Veja também