Ponta Porã recebe unidade móvel da Energisa com cadastro de tarifa social e sorteio de geladeiras

A Unidade Móvel Educacional Nossa Energia, da Energisa, está essa semana na cidade de Ponta Porã. Além das atividades normais da unidade, com as ações de eficiência energética, está sendo realizado o cadastro de Tarifa Social, cinema e sorteio de geladeiras.

Confira a programação da unidade:

10 de maio

Local: Unidade de Saúde da Família Itamarati, localizada na Rua F, s/n, Bairro Assentamento Itamarati.
Horário: 08h às 11h e 13h às 17h

Atividades:

. Palestras na Unidade Móvel Educacional, com distribuição de gibi para o público infantil e para os adultos, folders abordando dicas de conservação de energia e segurança nas instalações. Além de experimentos físicos e noções básicas sobre energia elétrica;
. Cadastro de clientes na Tarifa Social de Energia Elétrica;
. Substituição de lâmpadas incandescentes e/ou fluorescentes compactas por lâmpadas LED.

11 de maio

Local: Quadra de Esportes Porãbask, localizada na Rua Galileu Galilei, 720, Jardim Ivone.
Horário: 08h às 11h e 13h às 17h

Atividades:

. Palestras na Unidade Móvel Educacional, com distribuição de gibi para o público infantil e para os adultos, folders abordando dicas de conservação de energia e segurança nas instalações. Além de experimentos físicos e noções básicas sobre energia elétrica;
. Cadastro de clientes na Tarifa Social de Energia Elétrica;
. Substituição de lâmpadas incandescentes e/ou fluorescentes compactas por lâmpadas LED.

12 de maio

Local: Quadra de Esportes Porãbask, localizada na Rua Galileu Galilei, 720, Jardim Ivone.
Horário: 17h às 21h

Atividades:

. Teatro com sorteio de 05 (cinco) refrigeradores;
. Cinema.

Tarifa Social

O cadastro de Tarifa Social é importante para a adesão ao programa “Energia Social: Conta de Luz Zero”, do Governo do Estado, que liquida (paga) as contas de famílias sul-mato-grossenses que vivem em situação de vulnerabilidade social, e que utilizam até 220 kWh por mês. Nessa faixa de consumo, a conta de energia gira em torno de R$118.

Para serem beneficiadas pelo programa Conta de Luz Zero, as famílias devem ter inscrição ativa no CadÚnico e serem beneficiárias da Tarifa Social, do Governo Federal. Caso a família tenha em casa pessoa com doença que exija tratamento com aparelho que demanda energia elétrica, o teto de consumo sobe para 530 kWh. Os Itens inclusos no pagamento pela Lei 5.808 de 16/12/21 são: o faturamento do consumo de energia elétrica, respectivos encargos, tributos federais e contribuição para manutenção da iluminação pública.

Atualmente, a Energisa em Mato Grosso do Sul tem mais de 209 mil clientes cadastrados na Tarifa Social. Pela regulamentação do benefício, clientes que consomem até 30 kWh/mês têm 65% de desconto. Acima de 30kWh/mês até 100 kWh/mês tem 40% de desconto. Aqueles que consomem acima de 100 kWh/mês de consumo até 220 kWh/mês de consumo têm 10% de desconto.

Têm direito ao benefício famílias inscritas em qualquer programa social do Governo Federal com renda familiar, por pessoa, de até R$ 606. Se encaixa nesse critério, por exemplo, uma família formada por um casal e dois filhos, em que o pai e a mãe ganham um salário-mínimo cada. Se o cliente não for cadastrado no programa social, ele deve procurar a prefeitura da sua cidade. Também têm direito as famílias com integrante que receba o Benefício de Prestação Continuada.

“A Tarifa Social é um direito do consumidor e é muito importante para os clientes, pois independente do programa estadual, pode dar até 65% de desconto na tarifa da conta de luz, dependendo da faixa de consumo. A Energisa tem se empenhado para alcançar o maior número de clientes que tenham direito ao benefício e por isso mesmo, implantou em 2019 a inscrição automática”, conta o coordenador comercial da Energisa em Mato Grosso do Sul, Jonas Ortiz

No entanto, clientes que não estejam cadastrados em programas sociais do Governo ou no CadÚnico e atendam aos requisitos para a Tarifa Social, devem procurar os CRAS para fazer o cadastro. É fundamental ter o Número de Identificação Social (NIS).

As concessionárias fazem o cruzamento dos dados enviados pelo Ministério com o banco de dados de clientes, identificando assim aqueles que atendem aos requisitos e têm direito ao benefício para fazer o cadastro automaticamente.

O CadÚnico e o NIS têm que ser renovados a cada dois anos ou perdem a validade. Importante: apesar da inscrição automática passar a ser obrigatória, se o cliente desejar, ele pode solicitar pessoalmente o benefício em uma agência de atendimento.

A Unidade
A Unidade Móvel Educacional faz parte do projeto “Nossa Energia” que integra o Programa de Eficiência Energética (PEE), regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL).

As ações de eficiência energética envolvem palestras no veículo da concessionária, distribuição de gibi para o público infantil e adultos, folders abordando dicas de conservação de energia e segurança nas instalações, além de experimentos físicos e noções básicas sobre energia elétrica.

“Precisamos reforçar a contribuição do consumo consciente de energia na redução da conta de luz. Tanto o excesso de aparelhos ligados no período de altas temperaturas, quanto o uso indiscriminado no inverno, impactam diretamente no orçamento familiar. Intensificamos os esclarecimentos para que essas informações sejam com o máximo de pessoas”, explica Emerson Rivelino, engenheiro de Eficiência Energética da Energisa.

Veja também