Programa Centelha tem inscrições abertas até março

As inscrições do Programa Centelha MS, segunda edição poderão ser realizadas até o dia 10 de março de 2022, por meio do site, programacentelha.com.br/ms.

O Programa, fruto de uma parceria entre Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTI); Financiadora de Estudos e Projetos (Finep); Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); Fundação Certi, e Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, por meio da Semagro e Fundect, tem como objetivo estimular a criação de empreendimentos inovadores a partir da geração de novas ideias, e disseminar a cultura do empreendedorismo inovador em todo território nacional, incentivando a mobilização e a articulação institucional dos atores nos ecossistemas locais, estaduais e regionais de inovação do país.

Serão cerca de 3 milhões de reais em recursos para transformar até 50 ideias inovadoras em negócios de sucesso. Essa é uma excelente oportunidade para tirar do papel aquele projeto que você considera diferenciado e empreender em Mato Grosso do Sul.

Como funciona

Na primeira fase do Programa Centelha, os interessados deverão apresentar suas ideias de negócio e a equipe de trabalho. O objetivo é verificar se a ideia é inovadora, se traz benefícios para a região, e se tem potencial de mercado. Na segunda fase, os selecionados devem, então, elaborar um projeto de empreendimento, detalhando o plano de negócio com o objetivo de demonstrar as chances de a ideia gerar um bom negócio.

Por fim, a terceira fase consiste no desenvolvimento de um projeto de fomento, com apresentação detalhada do orçamento e do planejamento de execução do projeto. Ao longo de todas as etapas são oferecidas capacitações para auxiliar o empreendedor a aprimorar sua ideia e desenvolver seu negócio.

Ao final, até 50 projetos serão contemplados, cada um com R$ 60 mil em subvenção econômica (recursos que não precisam ser devolvidos), além de outros benefícios oferecidos por parceiros do Programa, incluindo até R$ 26 mil em bolsas do CNPq. Em seguida, durante um ano, essas empresas passarão pela fase de acompanhamento com suporte e capacitação para transformar suas ideias em negócios de sucesso.

De acordo com o diretor-presidente da Fundect, Márcio de Araújo Pereira, o Programa Centelha contribuirá para o estabelecimento da ponte entre academia e indústria no Mato Grosso do Sul, já que muitas ideias vêm de pessoas ainda na universidade, tanto de cursos de graduação como de pós-graduação. “O Centelha abre espaço para participação de todos os cidadãos do estado, tanto para inscrever suas ideias como para interagir com os empreendedores, consolidando uma forte rede de apoio ao empreendedorismo inovador”, avalia o presidente da Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado.

Pax Primavera
Veja também

Ao continuar navegando nesse site, você concorda com o uso de cookies. Estou ciente Saiba mais