Secretários anunciam medidas de volta às aulas e retomada econômica

Nesta terça-feira (27), o secretário de Infraestrutura do Governo do Estado e presidente do Comitê Gestor do Prosseguir, Eduardo Riedel, apresentou as principais regras da retomada econômica e o processo de volta às aulas da rede estadual de ensino.

As informações foram apresentadas durante coletiva de imprensa, em formato híbrido, com participação da Secretária de Estado de Educação, Maria Cecília Amêndola.

Ele tranquilizou alunos e familiares explicando as medidas adotadas para esse retorno. “Fizemos a aquisição de testes da Covid-19 e queremos que as famílias saibam que o retorno às aulas vem após um estudo complexo onde todos os protocolos foram bem definidos”.

A secretária de educação, Maria Cecília Amêndola, destacou que toda equipe está bastante segura com as decisões tomadas. “Estamos seguros com as decisões que tomamos. Em agosto do ano passado, nós reunimos 21 órgãos de controle de Mato Grosso do Sul e – juntos – formulamos o nosso Protocolo de Volta às Aulas, instrumento esse que será o principal norteador da retomada às atividades presenciais, com todas as orientações necessárias aos gestores escolares da Rede Estadual. Lembrando que o ponto de partida para esse retorno será baseado nos indicadores [bandeiras] do Prosseguir.”

Atividades Econômicas

O presidente do Comitê Gestor do Prosseguir acrescentou que de agora em diante as bandeiras também vão balizar a capacidade limite de estabelecimentos comerciais. “Dando transparência e segurança a todos”.

Segundo Riedel, as bandeiras apresentadas serão responsáveis pela condução das atividades não só da volta às aulas, mas também das atividades econômicas pelos próximos 15 dias, com as lotação permitida conforme a coloração da bandeira.

“MS quer parar de contar o número de mortos pra contar os vacinados, alunos em sala de aula e os novos empregos”, enfatizou. Uma resolução com as novas definições será publicada nos próximos dias no Diário Oficial do Estado.

Novo Mapeamento

No novo bandeiramento do Programa de Saúde e Segurança na Economia (Prosseguir) 38 municípios foram classificados na bandeira vermelha, 31 na laranja, e dez na amarela. Na atualização apresentada nesta terça-feira, nenhum município ficou na bandeira cinza ou verde que configura grau extremo ou baixo.

As novas definições do programa levam em conta a análise de indicadores da semana epidemiológica 29, referente ao período de 18 a 24 de julho, e são válidas para o período de 29 de julho a 11 de agosto.

Veja também