A partir desta segunda-feira (14), começa a valer o decreto estadual que estabelece toque de recolher a partir das 22h às 5h em todo o Mato Grosso do Sul. A medida visa ‘frear’ os casos de Covid-19 que no Estado já infectou 113.298 pessoas desde o início da pandemia.

O prazo de vigência é de 15 dias e poderá ser prorrogado.

Assinado pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, o decreto libera a circulação de pessoas no horário entre 22h e 5h apenas para os serviços essenciais, em razão de trabalho, serviços de delivery, emergência médica ou urgência inadiável.

A publicação leva em consideração as recomendações do Comitê Gestor do Prosseguir, em um esforço para evitar a proliferação do Coronavírus (SARS-CoV-2). Mais da metade (56,96%) dos municípios sul-mato-grossenses passaram para a faixa vermelha na última semana, o que significa um alto risco de contágio.

A fiscalização do toque de recolher será feita pela Polícia Militar, Corpo de Bombeiros Militar, Vigilância Sanitária Estadual e Municipais e Guardas Municipais.