refis

Som da Concha 2021 teve mais que o dobro de inscrições em relação à última edição

O edital 2021 do Som da Concha teve 260 bandas e músicos inscritos, o que corresponde a mais que o dobro das inscrições da última edição, do ano passado, que computou 99 inscritos.

Segundo a gerente de Difusão Cultural da Fundação de Cultura de MS, Soraya Ferreira, o grande número de inscritos se deve ao fato de que, decorrência da pandemia do novo coronavírus, o setor cultural foi o mais prejudicado. Por isso, “toda iniciativa do governo em abrir fontes de trabalho, editais, a gente vai ter um número expressivo de participantes”.

O formato das apresentações será exclusivamente por meio de lives, aberta a todo público interessado em acessá-la. O projeto selecionará 20 atrações musicais, sendo dez para o show de abertura e dez para o de encerramento. Os selecionados receberão: R$ 3.500,00 (três mil e quinhentos reais) para apresentação com duração de 40 minutos cada no show de abertura e R$ 7.500,00 (sete mil e quinhetos reais) para apresentação com duração de 60 minutos cada para o show de encerramento.

O Projeto “Som da Concha – 2021” tem previsão para realização de 10 edições, sendo que a ordem de apresentação dos selecionados será conforme a ordem decrescente de classificação dos proponentes.

A previsão de divulgação do resultado da seleção será no dia 14 de julho, com prazo para recurso de 15 a 21 de julho. A previsão para divulgação do resultado final é o dia 9 de agosto, com período de contratação de 18 a 25 de agosto. Porém, Soraya Ferreira afirma que, devido ao grande número de inscritos, a Comissão de Seleção vai precisar de mais tempo para fazer as avaliações. Portanto, está previsto um pequeno atraso nos prazos, já considerado no edital de inscrição: os prazos podem ser “alterados conforme interesse ou necessidade da FCMS”.

A seleção será feita de forma individual por cada membro da Comissão, que deverá lançar notas de acordo com os seguintes critérios: Qualidade artística da proposta = peso 4; Originalidade e relevância cultural do trabalho apresentado= peso 4; Currículo do artista solo ou da banda ou dos integrantes do coletivo= peso 2. Cada integrante da Comissão de Seleção atribuirá notas de 05 (cinco) a 10 (dez) para cada critério, que será multiplicada pelo respectivo peso.

Para ser classificada, a proposta deverá atingir a pontuação mínima de 70 (setenta) pontos de média, somadas as notas atribuídas por cada membro titular da Comissão de Seleção e dividida por 3 (três). O primeiro critério para desempate entre dois ou mais selecionados, será a maior nota no quesito originalidade e relevância cultural do trabalho apresentado.

Acompanhe os novos prazos e a divulgação dos resultados aqui no site da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul. Mais informações podem ser obtidas pelos telefones: Gerência de Desenvolvimento e Difusão de Programas Culturais (67) 3316-9316, das 8h às 11h30 e das 13h30 às 17h30 ou pelo e-mail [email protected]

Pax Primavera
Veja também

Ao continuar navegando nesse site, você concorda com o uso de cookies. Estou ciente Saiba mais