Colheita da soja no Brasil atinge 44% da área, aponta consultoria

O tempo mais seco da semana passada em diversos pontos do Brasil deu impulso à colheita da safra 2021/22 de soja, que chegou na quinta-feira (24) a 44% da área cultivada no país, contra 33% uma semana antes e 25% no mesmo período do ano passado.

As informações são da AgRural.

Mato Grosso segue na frente, com 79%, mas o destaque da semana foi o rápido avanço registrado em Mato Grosso do Sul e Goiás, onde mais da metade da área já está colhida.

No Sul do país, as lavouras mais tardias, que ainda estão em enchimento de grãos, receberam algumas pancadas esparsas. Mesmo que manchadas, essas chuvas levaram alívio e novos volumes são esperados nos próximos dias.

O início da colheita no Rio Grande do Sul, porém, já revela produtividades muito baixas, em cenário semelhante ao do oeste do Paraná, região em que a colheita já está praticamente concluída.

Em Mato Grosso, a colheita da soja avança com relativa rapidez, nos intervalos das chuvas, mas os problemas com excesso de umidade e grãos avariados continuam devido às precipitações constantes.

Também há problemas de qualidade causados por chuva em pontos de Minas Gerais, Bahia, Piauí, e Rondônia.

Milho

A safrinha de milho 2022 estava 64% semeada no Centro-Sul do Brasil até o dia 24, ante 53% na semana precedente e 39% um ano atrás.

No Paraná, em São Paulo e no sul de Mato Grosso do Sul há preocupação com a falta de umidade no solo, já que as chuvas recentes, embora bem-vindas, foram muito esparsas.

A colheita do milho verão, por fim, chegou na mesma data a 37% da área do Centro-Sul, ante 28% no mesmo período do ano passado.

Canal Rural*

Veja também