Governo paraguaio pode frustrar expectativa de comerciantes da fronteira; foto: Antônio Coca

As fronteiras em Pedro Juan Caballero e Salto Del Guairá podem continuar fechadas por causa da pandemia da Covid-19. No entanto, segundo o ministro paraguaio Federico Gonzáles, a Ponte da Amizade localizada em Foz do Iguaçu (PR), no Brasil, será reaberta na próxima quinta-feira (15).

Federico também ressaltou que reabrir Pedro Juan Salto Del Guairá estão no pacote de regiões a serem reabertas, mas não garantiu. “A abertura da fronteira começa em outubro com a Ponte da Amizade. Está sendo negociado para incluir também Pedro Juan e Salto del Guairá ”, disse o novo chanceler Federico González, que assumiu no Palácio de López, as fronteiras de Pedro Juan e Salto del Guairá.

Ele confirmou que o objetivo é que essas e outras duas cidades fronteiriças com o Brasil também abram na mesma data e que o o governo do país vizinho ‘não dorme’ para tornar isso uma realidade. A presença de Jair Bolsonaro para quinta-feira está descartada, no entanto, o encontro com Mario Abdo, presidente do Paraguai, deve acontecer nas próximas semanas.

O aeroporto Silvio Pettirossi voltará a funcionar em 21 de outubro, reiniciando com voos regulares. Sobre as fronteiras com a Argentina, González esclareceu que as relações com aquele país são excelentes, mas as autoridades consideram que ainda não há condições para permitir a entrada.

A proposta de reabertura já foi feita pelo Paraguai, mas agora depende de aprovação daquele país. Outra missão de Federico González é a renegociação do anexo do tratado da Itaipu Binacional, que já tem uma equipe de profissionais trabalhado. Deverá ser incluído o conselheiro Jepffrey Sachs.