Proposta apresentada e defendida pelo Governo de MS na reunião do Condel, os municípios da região pantaneira terão uma linha de crédito especial do FCO no ano de 2021.

O anúncio foi feito na 14ª Reunião do Conselho Deliberativo do Desenvolvimento do Centro-Oeste – Condel/Sudeco, realizada ontem (7), da qual participaram o governador Reinaldo Azambuja e o secretário Jaime Verruck, da Semagro. Também ficaram garantidos R$ 1,6 bilhão do Fundo para Mato Grosso do Sul.

Jaime Verruck destacou que esse recurso é um importante instrumento para o desenvolvimento regional.

Já a linha de crédito excepcional para a planície pantaneira, vai auxiliar empresários e produtores rurais na recomposição de suas atividades.

Ao todo, foram destinados para o Pantanal R$ 180 milhões dos recursos previstos para 2021. Em MS, serão beneficiados os municípios de Aquidauana, Bodoquena, Corumbá, Coxim, Miranda, Sonora, Porto Murtinho, Ladário e Rio Verde de Mato Grosso.

Verruck também destacou a destinação de R$ 90 mil para a linha de Financiamento de Ciência, Tecnologia e Inovação.

Para o ano 2021, a Sudeco anunciou uma disponibilidade de aplicação de R$ 6 bilhões na distribuição do FCO entre os Estados do Centro-Oeste. O montante total dos recursos do Fundo para Mato Grosso do Sul no próximo ano será de R$ 1.698.371.829,00, sendo R$ 1.4 operados pelo Banco do Brasil; R$ 169 mil operados pelas cooperativas de crédito e R$ 84 mil a serem operados pelo BRDE.