Notícias de Ponta Porã e Pedro Juan Caballero
ALMS

Fundesporte leva qualificação a acadêmicos, profissionais e gestores

Uma das missões do Governo do Estado, por intermédio da Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte), é qualificar profissionais de Educação Física, acadêmicos da área, técnicos, atletas e gestores esportivos. Por conta da pandemia causada pelo novo coronavírus (Covid-19), os cursos presenciais por todo o Estado não foram realizados.

Com isso, a Unidade Pedagógica e de Formação (UPF) criou o Ciclo de Capacitação e Atualização em Educação Física, que ofereceu, de 4 de agosto a 15 de dezembro (sempre às terças e sextas-feiras), 39 capacitações on-line gratuitas, com exposições teórico-práticas por meio de transmissões ao vivo no YouTube.

No total, os cursos tiveram mais de seis mil inscrições para o recebimento de certificados de horas/aula e cerca de 35 mil visualizações, com participação de pessoas não só de Mato Grosso do Sul, mas de outros Estados, de todas as regiões do país, como São Paulo, Goiás, Minas Gerais, Bahia, Santa Catarina, Rio Grande do Norte, Pará e Roraima.

“Ficamos muito felizes e satisfeitos em poder expandir esse conhecimento a outros Estados, principalmente durante as dificuldades impostas pela pandemia. Essa ampla adesão foi uma surpresa positiva e mostra o trabalho sério, com palestrantes qualificados, trazido pelo Ciclo de Capacitação”, avalia o diretor-presidente da Fundesporte, Marcelo Ferreira Miranda.

O Ciclo de Capacitação e Atualização em Educação Física foi dividido em dois grandes blocos. O primeiro, totalmente teórico, apresentou diversos conteúdos relacionados ao esporte, como nutrição, psicologia, desenvolvimento motor, avaliação física, métodos de treinamento de base em diversas modalidades (voleibol, basquetebol, futsal, badminton, atletismo, natação, lutas), com foco no contexto escolar em 22 cursos.

Já o segundo, com a inclusão de exposições práticas de exercícios e fundamentos em 15 cursos, abordou o paradesporto, com metodologias e estratégias para o desenvolvimento de modalidades voltadas a atletas com deficiência (visual, física e intelectual). Além disso, focou no treinamento de rendimento de esportes convencionais, com detalhamento de fundamentos, características de cada modalidade e sugestões de programas de treinos técnicos, físicos e táticos.

Entre as duas séries, mais dois cursos tiveram como ênfase a captação de recursos para a formação de atletas, contratação de equipes técnicas e multidisciplinares, e aquisição de materiais e equipamentos esportivos, direcionado a dirigentes de clubes e federações esportivas. O objetivo foi capacitar os participantes na elaboração de projetos para a Lei de Incentivo ao Esporte, apresentando com praticidade e clareza os conceitos técnicos e jurídicos, desde o processo de elaboração e submissão de projetos até a prestação de contas.

O gerente da UPF/Fundesporte, Domingos Sávio da Costa, comemorou a ampla adesão de profissionais aos cursos on-line. “Sem dúvida, foi uma das nossas principais ações no ano. Nos reinventamos nesse ano difícil e o Ciclo de Capacitação extrapolou as expectativas. Tenho convicção que, ao longo desses cinco meses de cursos, contribuímos para que profissionais ficassem mais gabaritados na formação de grandes atletas, além de desenvolver universitários e gestores de esportes”.

Pax Primavera
Veja também

Ao continuar navegando nesse site, você concorda com o uso de cookies. Estou ciente Saiba mais