Com a decisão do Tribunal, o Comercial vai enfrentar o Aquidauanense.(Foto: Nelson Corrales)

Os cinco auditores do Tribunal de Justiça Desportiva de Mato Grosso do Sul (TJD-MS) votaram pela condenação do Operário Futebol Clube com a perda de 6 pontos pela escalação irregular do jogador Emerson no primeiro jogo do Comerário, que teria de cumprir por conta da suspensão automática por conta de tês cartões amarelos.

Com o resultado, o Comercial enfrenta o Aquidauanense pela semi-final do Campeonato Estadual 2020, valendo vaga para grande final.

O TJD desconsiderou parte do regulamento geral de competições do Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul (FFMS), cabendo unicamente ao tribunal desportivo a penalização desportiva.

Veja o resumo do julgamento:

– procurador Wilson dos Anjos representou pela perda de 6 pontos e multa de R$ 2 mil

– defesa (advogado Rafael Meireles) argumentou pela absolvição do clube, dizendo que o caso não se enquadra no artigo 214 do CBJD

– auditor Pedro Paulo votou pela perda de 6 pontos e multa de R$ 1,5 mil

– auditor Ricardo Machado votou pela perda de 6 pontos e multa de R$ 500

– auditora Kassya Domingues votou pela perda de 6 pontos e multa de R$

– auditor Fernando Pinese votou pela perda de 6 pontos e multa de R$ 500

– auditor William Maksoud votou pela perda de 6 pontos e multa de R$ 500

ASSIM, DEFINIDO A PERDA DE SEIS PONTOS DO OPERÁRIO E MULTA DE R$ 500

OPERÁRIO ELIMINADO E O COMERCIAL ENFRENTA O AQUIDAUANENSE NA SEMIFINAL