Covid-19 impacta serviços de saúde em 90% dos países, diz OMS

Impactos nos serviços básicos de saúde, como campanhas de vacinação e o tratamento de doenças como a AIDS, foram relatados em 92% de um total de 129 países, mostrou uma pesquisa da Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre o impacto da pandemia.

A levantamento, realizado entre novembro e dezembro de 2021, mostrou que os serviços foram “severamente impactados” com “pouca ou nenhuma melhoria” em relação à pesquisa anterior no início de 2021, disse a OMS em um comunicado enviado aos jornalistas.

“Os resultados desta pesquisa destacam a importância de ações urgentes para enfrentar os principais desafios do sistema de saúde, recuperar serviços e mitigar o impacto da pandemia da covid-19”, disse a OMS.

O atendimento de emergência, que inclui ambulâncias e serviços de pronto atendimento, na verdade piorou com 36% dos países relatando interrupções contra 29% no início de 2021 e 21% na primeira pesquisa em 2020.

As cirurgias eletivas, como as próteses de quadril e joelho, foram interrompidas em 59% dos países e as lacunas nos cuidados de reabilitação e paliativos foram relatadas em cerca de metade deles.

O momento da pesquisa coincidiu com o surgimento de casos de covid-19 em muitos países no final de 2021 devido à variante altamente transmissível Ômicron do novo coronavírus, empilhando tensão adicional nos hospitais.

A declaração da OMS atribuiu a escala de interrupções a “problemas de sistemas de saúde pré-existentes”, bem como a diminuição da demanda por cuidados, sem entrar em detalhes.

Veja também