Em busca dos guerrilheiros os policiais acabaram encontrando muita maconha.(Foto: SENAD)

Um contingente de policiais da Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai ( SENAD) segue em operação contra o grupo criminoso que se autodenomina EPP – Exército do Povo Paraguaio – na área conhecida como Ypytã, na divisa entre os Departamentos de Amambay e Concepción. Os sobrevoos e incursões realizados também permitiram a detecção de grandes centros de produção de maconha na área de influência da organização terrorista.

Até o momento, as equipes antidrogas, sob a coordenação do promotor Pablo Zorrilla, realizaram o desmonte de 23 campos de drogas, dentro dos quais já haviam sido processados 12.520 quilos de maconha. Ao mesmo tempo, a força-tarefa eliminou cerca de 27 hectares de plantações da droga, dos quais pelo menos 81 toneladas prontas puderam ser interceptadas.

As incursões realizadas nestes dias já permitiram a retirada de circulação de 93,5 toneladas de maconha, o que representa uma perda de lucro para o crime organizado de cerca de 2 milhões e 800 mil dólares americanos.