Acusado de matar jovem em Ponta Porã é preso ao tentar fugir da cidade

Demétrio Santos de Andrade Júnior, o Juninho de 20 anos, foi preso neste domingo (19) acusado de ter matado Ayslan Riquelme Miguel de 22 anos. Ele teria sido atingido por três disparos durante a madrugada quando estava na casa dele na Vila Aurea.

Testemunhas disseram que Juninho chegou armado no local e disse “e ai safado”, atirou na vítima e fugiu. Socorrido pelo Corpo de Bombeiros, Ayslan morreu quando era atendido no Hospital Regional de Ponta Porã.

Com passagens pela polícia, Ayslan foi morto por Demétrio na madrugada de domingo (19).(Foto: Arquivo)

Durante as investigações os policiais civis ficaram sabendo que Juninho estava tentando fugir da cidade, todos as equipes que fazem parte da Operação Fronteiras e Divisas que está sendo realizada na região foram comunicadas. Em um destes pontos de bloqueios um motorista de aplicativo avisou que um cliente teria pedido para desembarcar quando notou a presença policial na estrada. Os agentes fizeram buscas nas proximidades e encontraram Juninho á margens da rodovia.

Levado para a delegacia, ele confessou que estava fugindo e que a arma do crime tinha sido penhorada pelo pai dele com uma pessoa para que ele tivesse dinheiro para a fuga. Os policiais foram na casa da pessoa que deu o dinheiro em troca da arma do crime, apreenderam o revolver e prenderam o homem em flagrante.

Juninho foi preso em flagrante por homicídio e deverá passar por audiência de custódia nos próximos dias. O motivo do crime não foi informado.

Depois de matar Ayslan, Demétrio penhorou a arma para deixar a cidade. (Foto: Divulgação)
Pax Primavera
Veja também

Ao continuar navegando nesse site, você concorda com o uso de cookies. Estou ciente Saiba mais