Dracco apreende avião boliviano usado pelo narcotráfico no Pantanal

Uma aeronave boliviana suspeita de ser preparada e utilizada no narcotráfico internacional foi apreendida em pleno Pantanal de Mato Grosso do Sul por policiais do Dracco.

Desde o final da primeira semana de maio, policiais do Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado realizavam investigação e operações na região Paiaguás em busca à aeronave com bandeira boliviana e sem prefixo aparente, que realizou voo e pouso não autorizado pelos órgãos de controle do espaço aéreo brasileiro.

Com a localização, os policiais constataram que os criminosos haviam retirado as asas da aeronave e tentavam ocultar evidências de crimes através da alteração da cena do crime. De acordo com a delegada e responsável pela operação, Ana Cláudia Medina, com objetivo de assegurar a impunidade, o avião foi removido do ponto do pouso e dissimulado numa região de mata. Foi constatado através de indícios que os criminosos pretendiam resgatar e reparar clandestinamente a aeronave para seguir com as práticas de crimes o que foi frustrado pelos policiais.

A ação policial foi concluída com a remoção do avião para a base do Dracco em Campo Grande. O trabalho contou com suporte operacional de investigadores e guincho da DRP de Dourados, investigadores do 1º DP da DRP de Coxim e caminhão do Departamento de Apoio Policial da DGPC.

As investigações seguem em sigilo para localizar e apreender as asas que foram retiradas; identificar a origem e responsável pela aeronave boliviana sem prefixo aparente; apurar a natureza da carga transportada; identificar, localizar e prender o piloto e demais responsáveis pela aeronave e voo clandestino. A apreensão gera um prejuízo de mais de R$ 1 milhão ao crime organizado.

Veja também