Notícias de Ponta Porã e Pedro Juan Caballero

Em Dourados juiz é flagrado em festa clandestina

A Polícia Militar acabou com uma “festinha” durante esta madrugada (27) na Vila Lili em Dourados. Entre os 19 festeiros “fora de hora” estava um juiz do trabalho, de 37 anos. Vale lembrar que o toque de recolher no Estado e as medidas para contenção da COVID-19 estão valendo desde ontem (26).

De acordo com as informações do boletim de ocorrência, uma viatura da PM foi chamada por volta da 1h para averiguar uma festa que estaria acontecendo na rua João Vicente Ferreira. Quando a polícia chegou no local constatou a existência de uma festa e descumprimento das medidas sanitárias impostas pelos Decreto de distanciamento social estadual e municipal. 

Ainda segundo as informações, os policiais pediram que o responsável pela residência abrisse o portão e quando os convidados notaram a presença policial passaram a se esconderem em um quarto na parte superior da residência. 

Com isso foi solicitado reforço policial para auxiliar na abordagem inicial e posteriormente na condução dos autores até a Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário para os procedimentos legais cabíveis. 

Um juiz da Vara do Trabalho que estava na festa alegou que somente com a presença de um desembargador poderia ser detido. Logo depois ele compareceu espontaneamente na delegacia para onde foram levados os outros acusados. Entre eles estudantes, agrônomos, advogado, comerciante e uma nutricionista.

Eles, com exceção ao juiz, foram levados para a delegacia nas viaturas, sendo os do homens transportados nos compartimentos de transporte de presos e as mulheres transportadas no interior das viaturas.

A reportagem tentou contato com a assessoria de imprensa do TRT (Tribunal Regional do Trabalho) porém ainda não houve resposta. 

Depois de ouvidos todos foram liberador e vão responder por Infração de Medida Sanitária Preventiva.

Pax Primavera
Veja também

Ao continuar navegando nesse site, você concorda com o uso de cookies. Estou ciente Saiba mais