Notícias de Ponta Porã e Pedro Juan Caballero

Familiares reconhecem homens encontrados mortos na fronteira

Familiares identificaram há pouco na Capela Mortuária de Ponta Porã, onde está funcionando o Instituto Médico Legal, daquela cidade, como sendo de Felipe Ribas Ojeda de 28 anos e Marcos Sanchelaridi de 27 anos, os dois homens encontrados mortos na tarde de ontem (15) em uma estrada vicinal do Assentamento Santa Catarina, próximo as 3 Placas a cerca de 40 quilômetros de Aral Moreira na região de fronteira com o Paraguai.

Os dois eram moradores em Capitan Bado, cidade paraguaia ao lado de Coronel Sapucaia e pelo menos um deles tinha passagens pela polícia e um deles tinha sido solto recentemente de uma penitenciária.

As vítimas teriam sido torturadas e mortas em outro local e “desovadas” no local onde foram encontradas.(Foto: Divulgação)

A Polícia Civil de Aral Moreira está investigando o caso e o perito que esteve no local onde os corpos foram encontrados enrolados em sacos pretos e amarrados “como se fosse um pacote”, observou que as vítimas teriam sido torturadas e que uma delas tinha um saco preto na cabeça.

Depois de reconhecidos os corpos serão enviados para Capitan Bado e uma empresa funerária da região já está no local para transporta-los para o Paraguai onde serão sepultados.

Pax Primavera
Veja também

Ao continuar navegando nesse site, você concorda com o uso de cookies. Estou cienteSaiba mais