Foto: Divulgação/Ilustrativa

Um fazendeiro, de 39 anos, procurou a Delegacia de Polícia Civil de Ponta Porã para registrar boletim de ocorrência por furto. Segundo informações policiais, por volta das 10h de ontem (5), o funcionário da propriedade sentiu forte cheiro de carniça e encontrou bezerro, ainda com vida, mas com corte na parte traseira.

Mais à frente, o homem localizou a carcaça de outro animal, com várias partes sem carne, e coberto com folhas de palmeiras.

De acordo com o boletim de ocorrência, a vítima contou aos policiais que no dia 3 de janeiro, o seu funcionário relatou que andava pela fazenda quando avistou três indígenas no local, pediu para que se retirassem, pois era uma área privada, e um deles teria respondido que conhecia o carro do funcionário, e iria pegá-lo quando este passasse pela aldeia.

Ainda conforme o registro, funcionário e o dono da fazenda, acreditam que os indígenas possam ter matado e furtado a carne dos bezerros.