Homem ataca policias, é baleado e morre em Campo Grande

Sidnei da Silva Venci Guerra, de 35 anos, morreu na noite de ontem (24), após atacar uma equipe da PM (Polícia Militar) e ser baleado. O caso aconteceu na rua Aicás, no Jardim Tijuca, em Campo Grande.

Ele estava armado com uma faca.

De acordo com o Campo Grande News, o pai de Sidnei presenciou toda a ocorrência e contou aos agentes que o filho havia passado o dia com comportamento agressivo. Testemunhas também relataram que ele era esquizofrênico, mas a informação não foi confirmada oficialmente até o momento.

Sidnei foi atingido por pelo menos dois tiros, de acordo com o registro policial, e tentou correr para dentro de casa, mas caiu na entrada da residência.

Ainda conforme o site, ele chegou a ser socorrido para o Hospital Regional, mas não resistiu e já estava morto quando deu entrada na unidade de saúde.

Tanto a faca quanto as armas dos policiais militares foram recolhidas pela perícia.

Agora, um procedimento administrativo da Polícia Militar deve ser instaurado para apurar as circunstâncias da abordagem. O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Cepol.

Entenda

Segundo reportagem do Campo Grande News, Sidnei teria tentado invadir a casa de um vizinho durante a manhã e ameaçado o morador. À tarde, a equipe da 10ª CIPM (Companhia Independente de Polícia Militar) foi ao local para apaziguar os ânimos entre os dois.

Por volta das 19h, a polícia foi acionada novamente, ao chegar ao local, encontrou o homem e mais duas pessoas na calçada em frente à casa. Sidnei correu para dentro de sua residência.

Enquanto seus familiares conversavam com os dois policiais, ele saiu do imóvel e partiu para cima de um dos militares.

O policial se esquivou, mas acabou caindo e, com isso, atirou no morador. Mesmo ferido, o homem teria avançado contra o outro militar e houve mais disparos.

Alvejado, o rapaz ainda foi em direção ao portão da residência e caiu.

Veja também