Homem, de 31 anos, foi denunciado por maus-tratos depois de ter castrado o próprio cachorro para que ele não fugisse, já que o local onde reside, é aberto. O caso aconteceu por volta das 9h de ontem (22), no Jardim Planalto, em Ponta Porã.

De acordo com o boletim de ocorrência, os policiais foram até a residência do homem, e o mesmo teria dito que na segunda-feira (21), foi até uma clínica veterinária, no Paraguai, para comprar medicamentos e realizar a castração.

Para o procedimento, ele usou estilete, sedativo e remédio antitetânico. Questionado se tem experiência, Rafael disse que já realizou esse tipo de cirurgias em animais de fazendas onde trabalhou.

Ele também disse que já estudou medicina veterinária por dois anos no país vizinho, e que, por isso, possui conhecimento técnico.

O rapaz também justificou a ação alegando que por muitas vezes seu cachorro avança em quem passa na rua, e que um vizinho já foi ‘atacado’ pelo animal. Fato confirmado pela esposa do homem, ainda conforme a ocorrência.

O suposto autor foi encaminhado para o 1º Distrito Policial de Ponta Porã.