Homem morto na Vila Áurea cortava grama quando foi assassinado

Orlando do Sul Batista do Sul Batista da Silva de 53 anos, morto na tarde desta domingo (19), cortava a grama da residência dele na rua Pedro Ângelo da Rosa número 750, quando foi assassinado com vários tiros na cabeça. O relato foi feito por uma testemunha que estava próxima do local do crime.

O homem contou para a polícia que Orlando cortava a grama da parte externa da casa, quando um desconhecido chegou de moto, parou do outro lado da rua e se aproximou da vítima e arma em punho disparou por pelo menos seis vezes. Os tiros atingiram Orlando na cabeça. Depois de disparar contra a vítima o pistoleiro voltou para a moto e fugiu.

 Os tiros foram ouvidos pela mãe da vítima que quando saiu para ver o que estava ocorrendo encontrou o filho caído. Ela chamou outros familiares e depois muito abalada, precisou ser socorrida por uma equipe do Corpo de Bombeiros e levada para o Hospital Regional de Ponta Porã.

Orlando foi a quarta vítima de homicídio neste domingo na cidade. Logo pela manhã um homem foi morto na comunidade conhecida como Favelinha e no meio tarde, vários homens que estavam em uma moto, um carro de passeio e uma caminhonete executaram duas pessoas e deixaram um ferido em uma conveniência no Jardim Marambaia. Os casos estão sendo investigados e nenhuma pessoa foi presa.

Pax Primavera
Veja também

Ao continuar navegando nesse site, você concorda com o uso de cookies. Estou ciente Saiba mais