Notícias de Ponta Porã e Pedro Juan Caballero
ALMS

Membros de facção brasileira são expulsos do Paraguai e entregues à Polícia Federal

Os seis brasileiros, entre eles o suposto novo líder do PCC “Cabeção”, presos ontem em Pedro Juan Caballero, foram expulsos do Paraguai nesta quarta-feira (24). Concluído o processo de migração, os homens foram entregues à Polícia Federal do Brasil.

O grupo saiu da sede Regional da SENAD – a Polícia Antidrogas do Paraguai em Pedro Juan Caballero forte aparato de segurança. O esquema de segurança continuou em território brasileiro com a Polícia Federal e Força Nacional de Segurança.

O destino final dos presos ainda não foi informado, mas estaria sendo cogitado recolhimento no Presídio Federal. Todos ainda serão interrogados pela Polícia Federal.

Prisão

16 integrantes de facção foram presos no começo da noite desta terça-feira (23) durante uma grande operação em Pedro Juan Caballero. Eles estavam reunidos no que a polícia paraguaia definiu como uma “assembléia”, onde seriam definidos detalhes de ações que o grupo iria realizar na fronteira. Entre os presos está Weslley Neres dos Santos, o Cabeção que seria o novo líder da facção na região.

Os agentes da Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai (SENAD), da Polícia Nacional e da Força Tarefa Conjunta, chegaram ao local da reunião depois de um trabalho de inteligência que contou com a ajuda da Polícia Federal do Brasil dentro da Operação Fronteira Segura.

Toda a região onde os homens foram presos foi cercada por policiais fortemente armados, pois havia a possibilidade de uma tentativa de resgate. Entre os presos além de Cabeção, estaria um ex-policial que é piloto e estaria a serviço da organização criminosa. Diversas armas incluindo fuzis e carregadores foram apreendidos no local.

Pax Primavera
Veja também

Ao continuar navegando nesse site, você concorda com o uso de cookies. Estou ciente Saiba mais