Operação mira fraudes nas prefeituras de Nova Alvorada do Sul e Rio Brilhante

A Polícia Civil deflagrou na manhã desta quinta-feira (14), a segunda fase da operação Dark Kard para combater desvio de mais de R$1.400 mi da Prefeitura de Nova Alvorada do Sul com abastecimentos simulados no ano de 2020 e R$ 330 mil em três meses do ano de 2021 da Prefeitura de Rio Brilhante.

O trabalho está sendo coordenado pelas delegacias de Nova Alvorada do Sul e Rio Brilhante, com apoio da DRACCO – Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado, e estão sendo cumpridos dois mandados de prisão – um de um ex-funcionário da prefeitura de Nova Alvorada do Sul e outro do empresário envolvido na prática – além da determinação judicial de sequestro de bens proporcionais ao prejuízo sofrido pelo erário público – realizando-se nesta data apreensão de veículos, joias e bloqueio das contas bancárias – além de mandado de busca e apreensão.

As investigações da Operação Dark Kard tiveram início a partir de denuncias feitas em Rio Brilhante de que estaria havendo desvio de recursos com o uso de cartões de uma empresa responsável pelo abastecimento de veículos e manutenção da frota.

Extratos de gastos foram disponibilizados pelas prefeituras, onde ser percebeu gastos inconsistentes de algumas secretarias com o cartão genérico, ou seja, aquele que não é vinculado a nenhum veículo oficial e deve ser usado somente de forma emergencial – constatando-se o prejuízo da ordem de R$ 1,4 mi, somente aos cofres públicos de Nova Alvorada do Sul.

Já a Polícia Civil de Rio Brilhante descobriu que os cartões eram passados reiteradamente sem que houvesse qualquer abastecimento, fato corroborado com a análise do rastreador da frota veicular de Nova Alvorada do Sul, a qual não percorreu o percurso necessário para consumir o combustível pago. O prefeito Foroni demitiu o responsável pelo setor e entregou todos os documentos relativo aos desvios para as autoridades.

Com os documentos em mãos, as autoridades solicitaram os pedidos judiciais das duas fases da operação onde foram cumpridos dois mandados de prisão. Uma pessoa envolvida na fraude em Rio Brilhante está foragida e não é descartada a solicitação de novas prisões. Os nomes dos envolvidos não foram divulgados.

Policiais fazem buscas em Rio Brilhante e Nova Alvorado do Sul.(Foto: Divulgação)
Pax Primavera
Veja também

Ao continuar navegando nesse site, você concorda com o uso de cookies. Estou ciente Saiba mais