Patrão diz para funcionária que ‘não gosta de preto’

Na tarde de ontem (28), uma empregada doméstica, de 42 anos, procurou a delegacia de Maracaju para registrar boletim de ocorrência contra o patrão, após ele ter dito a ela que não gosta de preto. A vítima relatou que essa não foi a primeira ofensa, mas só agora teve coragem de procurar a polícia.

De acordo com o Campo Grande News, a mulher trabalha na casa do autor, que é idoso, há aproximadamente três anos, e na manhã de quinta-feira, enquanto ia trabalhar, a mulher viu o patrão num bar, e acenou com a mão, pedindo para o homem ir até a residência buscar dinheiro, e depois, ir ao supermercado.

Em seguida, ela foi para o trabalho e após algumas horas, o patrão chegou e disse que não tinha gostado do fato da funcionária falar alto com ele na frente de pessoas estranhas. A funcionária argumentou que se falasse baixo, ele não escutaria, já que tem problema de audição. Foi nesse momento que o autor disparou: “é por isso que eu não gosto de preto”.

Ainda segundo o site, “ela fingiu que não ouviu, mas já está cansada de ser tratada com desrespeito”.

Veja também