Policiais Militares Ambientais de Aquidauana deslocavam-se ontem (27) às 15h40, para atender solicitação de captura de um gambá, quando ao passar pela ponte nova sobre o rio Aquidauana avistaram uma jovem debruçada na proteção de concreto (tipo grade) da ponte. A moça chorava desesperadamente e aparentava intenção se jogar no rio. Como passava devagar, a equipe percebeu a intenção dela.

Os Policiais pararam a viatura e em uma distância segura, iniciaram diálogo com a moça que dizia estar com muita angústia, porém, não revelava o motivo. Então, o Policial falava que um ser maior, Deus, havia mandado eles passarem naquele horário de angústia dela. Enalteciam o valor da vida e da falta que ela faria à sua família e foram se aproximando e a seguraram, convencendo-a a sair do local.

A jovem de 28 anos foi encaminhada ao hospital de Anastácio, onde começou a ser atendida incialmente por um psicólogo. Ao acionar a família, uma irmã disse que a moça saiu de casa dizendo que iria se jogar da ponte, mas ninguém colocou crédito e que acreditava que o seu desespero, possivelmente, tenha sido pela perda do emprego, tendo em vista ela ter quatro filhos. Depois de deixá-la aos cuidados médicos e da família, a equipe continuou o atendimento da ocorrência de captura ao animal.