Suspeito de balear mulher em mercado está preso no Paraguai

A Polícia Nacional do Paraguai e Polícia Civil de Ponta Porã apuram a possibilidade de um homem que chegou baleado no Hospital Viva a Vida, em Pedro Juan Caballer, ser o autor da tentativa de homicídio que vitimou Valeska Firmino, 27 anos e um entregador de comida, no começo da noite deste sábado em Ponta Porã. De acordo com o Comissário Ruben Galeano, Chefe da Segunda Comissaria, Douglas Luan Vera, chegou ferido no hospital alegando ter sido vítima de tentativa de assalto no bairro María Victoria, próximo ao Mercado Fortis.

Por conta do ferimento ele foi transferido para o Hospital Regional onde está escoltado pela polícia. Ao atender o caso a Polícia Nacional levantou pistas de que ele seria o autor dos disparos que atingiram a mulher e o entregador, quando foi baleado por um cidadão que estava no supermercado, presenciou o ataque e reagiu.

Em nota oficial a direção do Hospital Regional Dr. José de Simone Netto informou o atendimento a paciente baleada. A nota relata que “a paciente recebeu avaliação médica inicial sem constatação de lesões. Exame de ultrassonografia também foi realizado para compreender a saúde dos rins. A mesma segue internada, estável, fora de perigo”. A Polícia Civil não descarta a possibilidade de Valeska ter sido vítima de crime passional. O entregador segue estável no Hospital Regional.

Veja também