Suspeito de executar adolescentes saiu da prisão há cerca de 1 mês

O proprietário da casa onde os adolescentes Anderson Menezes, de 17 anos, e Letícia Rodrigues de Lima, de 16, foram mortos na madrugada de ontem (7), em Rio Brilhante, deixou a prisão há cerca de um mês, depois de cumprir pena de nove anos por duplo homicídio.

Ele é o principal suspeito do crime desse fim de semana e continua foragido.

Conforme o Rio Brilhante em Tempo Real, o suspeito fugiu em um Volkswagen Gol, e o motivo da execução do casal de namorados ainda é investigado. Além disso, o homem teria deixado a prisão há cerca de um mês.

Quanto ao duplo homicídio sobre qual ele cumpriu pena, aconteceu em 2012, às margens da BR-163, onde dois irmãos foram mortos com tiros de calibre nove milímetros.

Relembre a morte de ontem

Por volta de 0h12 deste domingo (7), um casal de namorados, adolescentes, foi executado a tiros de pistola nove milímetros na rua Adroaldo Benito Bissacoti, bairro João Zardo, em Rio Brilhante.

Conforme o site Rio Brilhante em Tempo Real, os dois estavam em uma casa, num jantar, quando houve o ataque. O rapaz, de 17 anos, foi atingido com quatro disparos: olho, queixo, peito e abdômen.

Já a namorada dele, recebeu cinco disparos, atingindo cabeça, mãos e peito.

Outro detalhe da ocorrência é que os namorados estavam em um dos quartos do imóvel e o suspeito é o proprietário do local. Não há informações sobre o que motivou o crime.

As polícias Militar, Civil e a Perícia Técnica estiveram no local, e os corpos foram encaminhados ao IML (Instituto Médico Legal) de Dourados.

Os agentes, segundo o site, apreenderam pelo menos 12 cápsulas deflagradas de calibre 9mm além de munição do mesmo calibre intacta.

O caso é investigado.

Veja também