Notícias de Ponta Porã e Pedro Juan Caballero

Vereador preso acusado de não pagar pensão alimentícia vai cumprir pena em casa

O vereador de Antônio João, Elio Custódio Lopes, o Elio Macaco (Patriota) que foi preso por não pagar pensão alimentícia vai cumprir a pena em casa. Ele foi liberado depois de assinar um termo para que cumpra a condenação em regime domiciliar.

Elio que foi preso na manhã desta segunda-feira(15) pela Polícia Civil de Ponta Porã, beneficiado por uma medida do STJ (Supremo Tribunal de Justiça), em parecer do ministro Paulo de Tarso Sanseverino, em um habeas corpus coletivo solicitado pela DPU (Defensoria Pública da União), por causa da pandemia do coronavírus.

O HC “determina que em virtude da Covid-19, os presos cumpram a pena em regime domiciliar” e no caso do vereador Elio, ele nem mesmo vai usar a tornozeleira eletrônica, mais deverá permanecer no domicilio informado para a justiça.

Em um depoimento em rede social, o parlamentar alegou que está pagamento a pensão que já é descontada de seus vencimentos como vereador e quem sendo vítima de uma armação política. “Não vão me colocar para baixo. Não devo nada”, disse ele.

Ele ainda informou que vai entrar com um processo contra o que ele considera um crime que fizeram contra ele. Mas o Mandado de Prisão cumprido nesta manhã contra ele está vigente assim como os efeitos da condenação que gerou o mandado.

Pax Primavera
Veja também

Ao continuar navegando nesse site, você concorda com o uso de cookies. Estou cienteSaiba mais