Damares deve cumprir agenda em MS para implantar projeto de proteção à criança indígena

A ministra da Mulher, da Família e dos Diretos Humanos, Damares Alves, deve vir a Dourados nesta sexta-feira (28), para participar da implantação do projeto piloto do governo federal que será executado na reserva indígena, voltado para as crianças.

A visita, no entanto, não consta na agenda oficial da ministra divulgada no site do governo.

O anúncio da visita foi feito por Damares, durante uma videoconferência realizada ontem (27), com o governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja e a secretária estadual de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho, Elisa Nobre.

Ela afirmou que a região foi uma das três escolhidas no Brasil pelo Ministério e também porque o Estado possui políticas públicas na área indígena.

O projeto

O projeto será desenvolvido pelo PNEVCA (Programa Nacional de Enfrentamento da Violência contra Crianças e Adolescentes), instituído em 2020.

Oito ministérios deverão devem atuar em parceria com o Estado na promoção de ações voltadas para o esporte, saúde, educação, cidadania e direitos humanos.

O projeto também prevê que no prazo de 12 meses (um ano), sejam levantados indicadores para construir o plano nacional de enfrentamento à violência contra a criança e ao adolescente indígena.

A visita de Dameres à maior cidade do interior de MS está prevista para acontecer às 14h.

Veja também