Justiça decreta prisão preventiva de envolvida na morte de detetive em Dourados

Voltou para a prisão, por volta das 16h de ontem (20), a ‘mãe de santo’ Sueli da Silva, de 56 anos. A prisão aconteceu por meio dos policiais civis do SIG (Setor de Investigações Gerais), em Dourados, após decisão do juiz Eguiliell Ricardo da Silva, da 3ª Vara Criminal.

Sueli está entre as envolvidas na morte da detetive Zuleide Lourdes Teles da Rocha, de 57, ocorrida em 19 de junho de 2021, a mando do marido, também investigador, Givaldo Ferreira.

No dia do crime, segundo o Ligado Na Notícia, a ‘mãe de santo’ foi quem atraiu a vítima até o local da execução após uma ligação. Na época, ela chegou a ser presa, porém teve liberdade concedida pelo juiz Márcio de Brito, da 3ª Vara.

Para tal, o magistrado alegou o fato dela ser mãe de uma criança e adolescente.

Sueli foi presa em casa, no bairro Dioclécio Artuzi I, periferia de Dourados.

Os demais envolvidos no assassinato continuam presos. São eles: José Olímpio, de 32 anos, e William Ferreira Santos, de 25, e o mandante, o detetive Givaldo.

Veja também