Maracaju: Cidade apresenta pior cobertura vacinal infantil contra a Covid-19

Maracaju ocupa um ranking nada bom para combater a pandemia de Covid-19 no que diz respeito à vacinação infantil contra a doença. O secretário municipal de Saúde da cidade, Tiago Caminha, informou nesta quinta-feira (24), que o município tem a pior cobertura vacinal de Mato Grosso do Sul.

Desde o início da imunização voltada para crianças de cinco a 11 anos, a Saúde tem intensificado as campanhas de vacinação e promovendo ‘Dia D’, como o que acontece amanhã (25), na escola municipal Educar para Crescer, das 7h30 às 10h, e das 13h30 às 16h.

Para o secretário, é perceptível que há resistência por parte dos pais em levar os filhos para tomar a vacina contra o Coronavírus, mesmo diante de estudos científicos que comprovam a eficácia da vacinação e também apesar do número de casos e óbitos que apresentam baixas.

Esse pior índice fica mais evidente quando analisado os dados disponibilizados no vacinômetro. Maracaju tem uma população infantil estimada em 4.969, desse total, apenas 1.418 tomaram a primeira dose, o que corresponde a 28,54%. Segunda dose são 27 crianças (0,54%).

“Maracaju nunca deixou de imunizar a população, sempre houve doses disponíveis e intensa campanha de vacinação. Agora realizamos dia d de vacinação para proteger nossas crianças, mas ainda percebemos que há resistência, e sabemos que só com a vacina, com o esquema vacinal completo, venceremos essa pandemia”, disse.

Dia D

Amanhã, tem ‘Dia D’ de vacinação na escola municipal Educar para Crescer, das 7h30 às 10h, e das 13h30 às 16h. A criança deve estar acompanhada dos pais ou responsáveis, e apresentar os seguintes documentos: cartão SUS, CPF ou certidão de nascimento e cartão de vacinação.

Veja também