Notícias de Ponta Porã e Pedro Juan Caballero

Alerta Covid-19: transmissão é comunitária em Ponta Porã

A falta de cuidados básicos na prevenção ao coronavírus pode resultar em efeitos diretos no número de casos da doença no município de Ponta Porã. O alerta foi feito na reunião desta segunda-feira, 15, do Comitê de gerenciamento das ações contra o Covid-19, realizada no gabinete do prefeito Hélio Peluffo com a presença do secretário de Saúde,  Patrick Derzi, secretário de Governo e Comunicação, Ricardo Soares e técnicas da Vigilância em Saúde, Isabela Pini Guerreiro e Sonaira Soares da Cruz Albuquerque. O alerta é que os reflexos da intensa movimentação registrada no último fim de semana em Ponta Porã por conta do Dia dos Namorados, lembrado na sexta-feira, 12 e que se estendeu até domingo, terá resultados daqui 15 dias, quando o registro de casos pode aumentar consideravelmente. Na semana passada, o município registrou o primeiro óbito por conta do coronavírus.

O prefeito Hélio Peluffo fez o alerta e demonstrou muita preocupação com o desleixo verificado pela equipe da Vigilância em Saúde junto ao comércio, principalmente bares e lanchonetes. O prefeito Hélio considera extremamente perigoso o comportamento da população em geral devido a quebra do protocolo de segurança, como por exemplo no tocante ao uso de máscaras.

Ainda neste início de semana, o comitê de gerenciamento das ações do Covid-19 em Ponta Porã deverá manter reunião com a diretoria da Associação Comercial e Empresarial de Ponta Porã visando rediscutir parâmetros de segurança que não estão sendo seguidos pelo setor. “Reitero a extrema gravidade disso, pois estamos monitorando, orientando, pedindo, clamando pelos cuidados, mas isso tem sido em vão”, atesta o prefeito Hélio Peluffo.

Na sexta-feira, 12, em entrevista coletiva na sede da Vigilância em Saúde, o prefeito Hélio Peluffo e o secretário de Saúde, Patrick Derzi já alertavam sobre a conduta de vários setores do comércio em Ponta Porã, sem cuidados e quebrando o protocolo de segurança. A Vigilância em Saúde recebeu denúncias de que bares e lanchonetes estão funcionando a portas fechadas, mas com aglomeração de pessoas bem acima da recomendada no protocolo.

“Vamos avaliar com a diretoria da Associação Comercial e Empresarial a possível adoção de medidas mais restritivas, apertar ainda mais na fiscalização pois sabemos que estamos vivendo um risco eminente de transmissão comunitária”, afirma o prefeito Hélio Peluffo. O prefeito Hélio lamenta que muitas lojas estão afrouxando o acesso de consumidores sem seguir as orientações de segurança. Além disso, o toque de recolher não é cumprido, mesmo com a forte fiscalização feita pela Guarda Civil Municipal.

Pax Primavera
Veja também

Ao continuar navegando nesse site, você concorda com o uso de cookies. Estou cienteSaiba mais