O novo coronavírus segue avançando em Mato Grosso do Sul de forma acelerada e além do aumento disparado de novos casos confirmados, a taxa de letalidade também subiu para 1,6% no fim de semana.

No boletim epidemiológico desta segunda-feira (3) a Secretaria de Estado de Saúde (SES) anunciou 642 testes positivos para a Covid e 17 óbitos nas últimas 24 horas. Só nos três primeiros dias de agosto, 21 vidas já foram perdidas em decorrência da doença, indicando que o cenário tem se agravado no Estado.

Do total de óbitos registrados no boletim desta segunda-feira, nove são de Campo Grande, quatro de Corumbá, um de Dourados, um de Amambai, um de Nova Andradina e um de São Gabriel do Oeste.

“A média móvel de Mato Grosso do Sul nos causa preocupação e angústia. Estamos figurando no cenário nacional como um dos estados onde mais cresce a taxa de letalidade. Precisamos reverter essa situação. Espero que os prefeitos e prefeitas possam usar o Programa Prosseguir para tomar as medidas”, pontuou o secretário de Saúde, Geraldo Resende.

Ao mesmo tempo que há alta de casos também sobe a taxa de ocupação global de leitos UTI SUS por macrorregiões. Campo Grande está com 90%, Dourados 57%, Três Lagoas 22% e Corumbá 72%. A gestão estadual vem atuando para aumentar o número de leitos disponíveis e a testagem no Estado.

O boletim oficial do coronavírus em Mato Grosso do Sul registra 26.645 casos confirmados e 421 vidas perdidas.