Brasil e Paraguai se unem no combate à Covid em Ponta Porã e Pedro Juan Caballero

Depois do sucesso na vacinação em massa realizada em Ponta Porã, o prefeito Hélio Peluffo lançou um desafio ousado de combate a Covid-19 no Brasil e no Paraguai. Uma força tarefa unindo as autoridades políticas e profissionais de saúde dos dois países, atuando de forma conjunta para combater a Covid-19 e formando uma aliança internacional que pode servir de exemplo para o mundo.

O diretor da 13ª Região Sanitária do Ministério de Saúde Pública e Bem Estar Social do Paraguai, Saul Recalde, achou a ideia do prefeito Hélio Peluffo fantástica e se colocou a disposição para ajudar no que for possível. Com isso, a fronteira seca entre Ponta Porã e Pedro Juan Caballero ganha um aliado importante no combate a covid, o trabalho em conjunto, que tem como objetivo, imunizar a fronteira entre Brasil e Paraguai.

A ideia foi compartilhada com o secretário de saúde de Estado, Geraldo Rezende, que prontamente concordou que a iniciativa do prefeito Hélio Peluffo era plenamente viável, colocando o Governo do Estado pronto para apoiar a iniciativa.

De acordo com o prefeito Hélio Peluffo, a prefeitura de Ponta Porã disponibilizará duas carretas da saúde na linha internacional. Uma carreta para realização de testes e outra para vacinação. Os testes deverão ser disponibilizados pela secretaria de saúde do Departamento de Amambay e as vacinas serão disponibilizadas pela prefeitura de Ponta Porã e pelo Governo do Estado.

A união entre Brasil e Paraguai mostra mais uma vez, que Ponta Porã na gestão do prefeito Hélio Peluffo, vem trazendo alternativas importantes para a fronteira, seja nas obras que beneficiam não só a cidade de Ponta Porã, mas também a vizinha Pedro Juan Caballero. Ou seja, na união das cidades gêmeas no combate a Covid-19.

Nos últimos dias, Ponta Porã viveu um aumento significativo nos casos de Covid-19 e Influenza H3N2. Tal situação fez o prefeito Hélio Peluffo e o secretário de saúde do município, Dr Patrick Derzi, acenderem o sinal de alerta. As medidas como o uso de máscaras, uso de álcool em gel e distanciamento social foram retomadas no município.

Por ser uma cidade brasileira de fronteira seca com o Paraguai, faltava a união entre as autoridades sanitárias dos dois países no combate a Covi-19 e Influenza H3N2. A iniciativa do prefeito Hélio Peluffo, bem aceita pelo representante do Ministério de Saúde e Bem Estar Social do Paraguai, Saul Recalde, vai unir os dois países em um momento delicado e que pode representar uma grande arma no combate as duas doenças que ameaçam a saúde mundial na atualidade.

“É um momento delicado que vivemos em todo o mundo. Mais do que nunca, nós estamos no mesmo barco. Somos uma fronteira com praticamente os mesmos costumes. Temos que nos alinhar diante desse problema mundial e cuidar da nossa gente, do nosso povo. Essa união vai ser muito importante para a nossa fronteira”, declarou o prefeito Hélio Peluffo.

Prefeito Hélio Peluffo se reúne com autoridades sanitárias de Ponta Porã e Pedro Juan Caballero.(Foto: Assessoria)

Veja também