‘Foi apenas um problema familiar’, diz empresário que estava desaparecido

O empresário pontaporanense Abelardo Pavão Senger, dado como desaparecido na quinta-feira (21), enviou áudio para um amigo por meio de aplicativo de mensagens e afirmou que “sumiu porque deu um problema com a minha família”.

Conforme o áudio obtido pela reportagem, ele foi para um local onde não há sinal de celular e o aparelho também acabou a bateria. Ele finaliza dizendo que hoje (22), ele retorna para a cidade.

Como informou anteriormente o Ponta Porã News, Abelardo pegou uma van na última quarta-feira (20), e desde então, não havia dado mais notícias.

Durante todo o dia de ontem, familiares e amigos, além das autoridades de segurança de Ponta Porã e região, se mobilizaram para encontrar Abelardo.

Irmão assassinado

O irmão de Abelardo, também empresário de turismo e político Evaldo Pavão Senger, o ‘China’, que já havia sofrido um atentado em 2016, foi executado em março de 2018, dentro de sua casa por pistoleiros mascarados que invadiram o imóvel e o mataram com tiros de pistolas nove milímetros.

Familiares escaparam da fuzilaria se abrigado em um dos cômodos da residência que fica no Bairro Santa Isabel.

Evaldo Senger atuava no ramo do turismo, com uma frota que realizava viagens para várias partes do Brasil e exterior, transportando comerciantes do ramo de confecções e turistas.

Na época do crime, outros três empresários do turismo também foram executados a tiros.

Veja também