Prefeito Hélio Peluffo durante seminário com transmissão online. (Assessoria)

O prefeito de Ponta Porã Hélio Peluffo participou nesta segunda-feira (14), do Seminário “E agora Prefeito?” promovido pela Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, Governo de Mato Grosso do Sul, Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul (FIES) e Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE/MS), onde abordou por meio de transmissão nas plataformas das redes sociais o modelo de Gestão realizado em seu primeiro mandato 2017-2020.

Hélio Peluffo que obteve a reeleição para o mandato de 2021-2024, com uma marca histórica de 90,36% dos votos válidos em Ponta Porã, abordou a respeito da Estratégias de Ação que nortearam a sua administração em seu primeiro mandato pautado em cinco pontos bem definidos: Equipe, Receita, Projetos, Presença e Entregas.

Equipe Capacitada e comprometida, secretários escolhidos pelo critério técnico, todos com conhecimento e experiência na área, selecionando terceirizados eficientes, com produção de projetos que inicia antes dos recursos.

“Não trocamos nenhum secretário neste primeiro mandato.Pensamos a cidade como um todo, por meio de um banco de dados e sala de situação com Sistema de informações Territoriais mapa georreferenciado que permite sabermos onde mora cada aluno ou beneficiário de programa social” disse Hélio.

Outro ponto abordado foi a melhoria na arrecadação sem arrocho, por meio do Cadastro mutifanalitário que regularizou o imóveis elevando o IPTU, qualificação de fiscais e procuradores para recuperação e receita.

“Essas medidas resultaram em mais contribuintes, mais isenções e melhores serviços” frisou Hélio Peluffo.

A política permanente de redução de gastos e recursos contratados para obras públicas também mereceram destaques, resultando em R$374 milhões, com 63% de financiamentos (R$ 234 milhões), 18% de recursos próprios (R$66,7 milhões) e 19% de convênios (R$72,9 milhões).

A captação de recursos para obas públicas foi devidamente explanada, evidenciado a importância das parcerias e a poupança interna, que possibilita alcançar recursos para investir em ações que possibilitem a melhoria na qualidade de vida da população.

“O financiamento com o Fonplata é um exemplo, com esses recursos projetamos obras essenciais para Ponta Porã, como Centro de Tecnologia e Inovação, Ampliação do centro Cultural, drenagem e requalificação de via, Parque linear da linha internacional” explicou.

A fundamental parceria com o Governo de Mato Grosso do Sul que resultou na consolidação do tão sonhado Anel Viário, obas de infraestrutura e saneamento, também foi explanada.

Um fator preponderante para o bom desempenho do mandato do prefeito Hélio Peluffo em sua primeira gestão foi a presença constante nas ações planejadas e determinadas.

“Acompanhar o planejamento e a execução das obras e iniciativas, ouvindo as pessoas das áreas impactadas, possibilitaram estabelecer vínculos com a população, resultando em pequenos ajustes que ampliam a eficiência da obra” destacou Hélio Peluffo.

Segundo o prefeito Hélio Peluffo este formato de gestão pública, possibilitou um resultado significativo com 100 obras finalizadas, 169 obras em andamento, pavimentação e drenagem de 550 mil m2 de vias e 100 mil m2 de recapeamento.

Na saúde foram obtidas duas carretas equipadas (médico e odontológica) e aquisição de mais duas (vacinas e cursos de geração de renda), com significativos avanços através de números expressivos em exames de laboratórios que passou de 65.300 em 2016 para 316.400 em 2019, cirurgias de cataratas de 16 em 2016 para 400 no ano de 2019, e exames de média e alta complexidade um aumento de 207% passando de 130 mil em 2016 para 400 mil em 2019.