Notícias de Ponta Porã e Pedro Juan Caballero

MS sai do topo de pior isolamento do País

Orientação sistemática do Governo do Estado para população ficar em casa e feriado santo podem ter contribuído para uma melhora significativa nos índices de distanciamento social em Mato Grosso do Sul. Com taxa média de 54,9% nesta sexta-feira (10), o estado saiu do topo de pior isolamento social, passando à frente dos estados de Alagoas (52,6%), Roraima (52,6%), Tocantins (54,1%) e Rondônia (54,6%).

Apesar da flexibilização das medidas com a reabertura do comércio em algumas cidades, os gestores municipais têm atuado em parceria com o Estado no enfrentamento ao novo coronavírus. O reflexo pode ser sentido na crescente melhora dos índices de isolamento social em algumas cidades do Estado.

A Capital que chegou a registrar 37,8% na quinta-feira (9.4), apresentou ontem índice de 53,8%, sendo o segundo melhor resultado das duas últimas semanas. Segunda maior cidade do Estado, Dourados também registrou nesta sexta, taxa média de 56,9%, depois de três dias seguidos de isolamento abaixo dos 40%.

Entre os cinco melhores índices de sexta-feira estão os municípios de: Jaraguari (78,5%), Paranhos (75,8%), Aral Moreira (74,2%), Novo Horizonte do Sul (70,9%), e Douradina (66,5%). Já as cidades de Costa Rica (48,8%), Nova Alvorada do Sul (49%), Rio Verde de Mato Grosso (50,4%), Coronel Sapucaia (50,5%), e Três Lagoas (52,2%), ocupam posição inversa no ranking.

Apesar da melhora na taxa média geral de isolamento social de Mato Grosso do Sul no comparativo com dias anteriores, a preocupação das autoridades é com o aumento de confirmados. Neste sábado (11.4) o Estado completou 100 exames positivos para o coronavírus, e mais uma vez o isolamento foi citado como estratégia principal para reduzir o contágio pela Covid-19.

“Estamos com aumento no número de casos, numa curva ascendente o que é bem preocupante. Nesses próximos 15 dias o distanciamento será fundamental para que essa curva não se multiplique 10 vezes mais e esgote o sistema de saúde. Daí a importância do isolamento social em todas as cidades de MS”, destacou a secretária-adjunta da Secretaria de Estado de Saúde (SES) Dra. Cristine Maymone.

A melhora nos índices de isolamento social precisa ser constante para que os resultados apareçam, ponderou o titular da SES, Geraldo Rezende. “O reflexo do isolamento de hoje poderá vir daqui a 14 ou 21 dias”, alertou.

Startup

A base de dados da In Loco, tem como referência 60 milhões de telefones celulares existentes no País, e tem sido utilizada por cientistas e autoridades em saúde de todo País para estudar o comportamento da população e como isso tem refletido no aumento dos casos confirmados. Foi comprovado que o aumento da reclusão no fim do mês de março evitou infecções e internações. Porém o afrouxamento das medidas de isolamento nos municípios pode mudar o cenário nas próximas semanas.

Pax Primavera
Veja também

Ao continuar navegando nesse site, você concorda com o uso de cookies. Estou cienteSaiba mais