Investimento em logística pode elevar PIB e gerar 150 mil empregos

O investimento em obras de infraestrutura em Mato Grosso do Sul pode aumentar o PIB do Estado em até 28% e gerar mais de 150 mil empregos nos próximos anos. É o que mostra a análise realizada pela Empresa de Planejamento e Logística (EPL) para a construção do Diagnóstico Logístico do Mato Grosso do Sul.

O diagnóstico, encomendado pelo Governo de Mato Grosso do Sul, tem por objetivo identificar as necessidades e oportunidades de investimentos em infraestrutura no Estado. A ordem de serviço para execução do estudo técnico da EPL foi assinada em março de 2021 pelo governador Reinaldo Azambuja e o secretário Jaime Verruck, da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar).

“O diagnóstico que está sendo realizado pela EPL atualiza o nosso Programa Estadual de Logística e Transporte (PELT) e o insere no âmbito do Plano Nacional de Logística (PNL 2035), contemplando as mudanças ocorridas nos últimos anos nesse setor em Mato Grosso do Sul em função das políticas públicas, como a abertura da hidrovia Paraguai-Paraná, a Rota Bioceânica, Malha Oeste, Nova Ferroeste e demais projetos de ferrovias e abertura de terminais, além do impacto da expansão das novas áreas agrícolas. Esse levantamento, da forma como está sendo realizado, é inédito em Mato Grosso do Sul, vai orientar os investimentos nesse segmento e melhorar o nível de serviço das rodovias e eficiência dos modos de transporte”, lembra o secretário Jaime Verruck.

De acordo com o titular da Semagro, “a análise preliminar que nos foi apresentada já demonstra e reforça a argumentação do Governo do Estado de que a BR-262 já possui condições que a credenciam para uma concessão e as nossas projeções são de um aumento de volume de produção e de escoamento por essa rodovia. O diagnóstico completo nos será entregue em meados de março de 2022 e vai balizar os futuros investimentos na logística de Mato Gosso do Sul, tanto pelo Governo do Estado, quanto as oportunidades para o setor privado”, finaliza.

O documento, em fase de elaboração pela estatal vinculada ao Ministério da Infraestrutura, tem o objetivo de identificar as necessidades e oportunidades de investimentos em infraestrutura no Mato Grosso do Sul para tornar a logística da região mais eficiente e competitiva. O trabalho é conduzido pelo Observatório Nacional de Transporte e Logística (ONTL) com análises das rodovias, ferrovias, hidrovias, aeroportos e terminais portuários hidroviários do estado.

O conjunto de empreendimentos em análise pela EPL alinha o planejamento regional com o nacional. Além do aumento do PIB estadual e da geração de novos postos de trabalho, outro benefício é a redução prevista de 44% nos custos logísticos.

Em reunião na Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (SEMAGRO), a EPL apresentou os principais marcos do projeto e os resultados obtidos até o momento. Para o Diretor de Gestão da EPL, Marcelo Caldas, esta é uma das etapas mais importantes do projeto, pois serão explanadas as primeiras constatações do diagnóstico e colhidas as contribuições dos municípios para a construção de um planejamento aderente às necessidades.

O diretor-presidente da EPL, Arthur Lima, reforça que em um período no qual os recursos são escassos, o planejamento é essencial para garantir a assertividade dos investimentos. “O trabalho proporcionará aos sul-mato-grossenses obras que resultarão em uma infraestrutura moderna e eficiente”.

Visitas técnicas

Esta semana, técnicos da EPL deram início à segunda etapa de visitas técnicas para o levantamento de dados sobre a situação atual da infraestrutura sul-mato-grossense. A equipe percorreu os municípios de de Dourados, Ponta Porã, Caarapó, Jardim, Porto Murtinho e Campo Grande. As primeiras visitas aos municípios do estado começaram no dia 11 de novembro, nas cidades de Corumbá, Chapadão e Três Lagoas.

Pax Primavera
Veja também

Ao continuar navegando nesse site, você concorda com o uso de cookies. Estou ciente Saiba mais