MS gera 6.644 empregos formais no mês de maio, segundo o Caged

Em Mato Grosso do Sul, 6.644 contratações com carteira assinada foram realizadas em maio de 2022. O setor que mais contratou trabalhadores no mês foram os Serviços (2.516 vagas a mais), Comércio (1.345 a mais) e Indústria (999 vagas a mais). No acumulado dos últimos 12 meses, o Estado contabiliza geração de 40,18 mil novas vagas, de acordo com os dados do Caged (Cadastro Geral de Emprego e Desemprego) divulgado pelo governo federal.

As informações estão compiladas na Carta de Conjuntura do Mercado de Trabalho do mês de junho, elaborada pela Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar). “O setor de Serviços vem apresentando, no acumulado dos últimos 12 meses, 16,2 mil vagas a mais enquanto no Comércio foram 8,9 mil vagas a mais”, pontuou o secretário Jaime Verruck, da Semagro.

As atividades do setor de Serviços que tiveram mais contratações em maio foram: Informação e comunicação (1.181 vagas a mais), Atividades Administrativas e complementares (646 vagas a mais) e Transportes (506 vagas a mais). Com relação à Indústria, no acumulado dos últimos 12 meses, o setor apresenta uma criação de 3.366 novas vagas, enquanto que na Construção Civil acumula 5.423 novas vagas.

Com relação à questão regional, o município de Campo Grande apresentou melhor resultado com geração de 6.907 novos empregos formais, seguido por Três Lagoas (2.349); Ribas do Rio Pardo (1.967); Dourados (1.926) e Aparecida do Taboado (855). O pior resultado foi para o município de Juti, que registrou a destruição de 213 empregos formais.

Veja também