Uma das primeira instituições de ensino superior da América do Sul a migrar para a plataforma de Ensino a Distância depois que a pandemia do Covid 19 foi reconhecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS), a Universidade Central do Paraguay (UCP) tem a suas atividades em EaD reconhecido pelo Conselho Nacional de Ensino Superior (CONES) através da Resolução 09/2020 que estabelece que a instituição pode implementar e aplicar ferramentas digitais de ensino-aprendizagem em substituição das aulas presenciais, a fim de continuar desenvolvendo o conteúdo das matérias ou disciplinas das carreiras e programas legalmente autorizados, a fim de acompanhar os processos e o calendário acadêmico das entidades educacionais enquanto durarem as medidas de combate ao covid 19 em todo o território nacional.

A UCP cumpriu todos os quesitos exigidos pelas autoridades de ensino superior do Paraguai e informou ao CONES as medidas que foram tomadas para a mudança de ensino presencial para a distância. A Central já tinha a plataforma implantada que era usada pelos alunos como uma ferramenta complementar e nos cursos de graduação e pós-graduação e todos os professores, mestres e doutores passaram por treinamento e adaptação para continuar ministrando as aulas por vídeo conferência e por ferramentas digitais.

Para dar mais opções para seus acadêmicos o Universidade Central do Paraguay está oferecendo também uma parceria a MEDCEL que é uma das líderes no mercado em cursos mediados por tecnologia e que vão ajudar em muito no desenvolvimento educacional dos alunos que terão à disposição deles 150 temas para serem estudados e revisados. Todo o material também estará disponível para os professores. Cerca de seis mil alunos da faculdade já se inscreveram e estão tendo acesso aos conteúdos e a oportunidade de melhorar ainda mais o conhecimento do dia-a-dia através do que é oferecido pela plataforma.

“Nosso objetivo sempre foi buscar a excelência no ensino superior e quando percebemos que a pandemia poderia trazer o distanciamento social e que esse período de afastamento dos alunos da sala de aula poderia ser relativamente longo, buscamos uma solução para o problema e como já tínhamos uma estrutura montada para a graduação e pós-graduação, fizemos as mudanças necessárias e agora temos o reconhecimento do CONES o que dá segurança a nós e aos nossos alunos de que estamos oferecendo um ensino de qualidade e quando tudo isso passar vamos retomar o ensino nas salas de aula, nos laboratórios, nas clínicas e em nossas atividades de extensão que é um dos pilares de nossa instituição”, disse o diretor geral de filiais da UCP, Karlos Bernardo.