Iptu pp

Inscrições abertas para programa que oferta bolsas de até R$ 800

Estão abertas até dia 1° de junho, as inscrições para o Programa de Iniciação Científica e Tecnológica de Mato Grosso do Sul – PICTEC. Voltado a estudantes e professores do ensino médio de escolas da rede pública de ensino do Estado, o programa irá conceder até 250 bolsas de iniciação científica no valor de R$ 400 mensais para os alunos, e outras 50 bolsas no valor de R$ 800 mensais para os professores/coordenadores dos projetos aprovados.

Conforme edital lançado pela Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), por meio da Fundect (Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul) em parceria com a SED (Secretaria de Educação), as bolsas terão vigência de 12 meses, totalizando mais de R$ 1,6 milhão em investimentos do Governo do Estado.

Professores do Ensino Médio da rede pública de ensino sul-mato-grossense que tenham pelo menos o mestrado poderão inscrever seus projetos de iniciação científica. Cada projeto e orientador poderá contar com até 5 alunos bolsistas. As inscrições deverão ser realizadas entre os dias 28 de abril e 1º de junho de 2021 no site da Fundect.

O secretário Jaime Verruck, da Semagro, destaca que o lançamento do PICTEC pelo Governo do Estado deverá promover um salto na produção científica do Estado em médio e longo prazo. “O Governo do Estado investe no PICTEC mais de R$ 1,6 milhão em recursos próprios. Nos próximos dias estaremos recebendo as inscrições e propostas de professores de todos os municípios do Estado, e queremos ao final voltar aqui para compartilhar com vocês os projetos aprovados. Não se faz educação sem pesquisa”, reforçou.

Segundo o presidente do Conselho Superior da Fundect e secretário-adjunto da Semagro, Ricardo Senna, investir em pesquisa é essencial para o desenvolvimento de Mato Grosso do Sul. “Nosso entendimento é de que, de forma estratégica, a pesquisa deve ser estimulada desde a educação básica. Agora com esta oportunidade para alunos e professores do ensino médio, pretendemos colaborar com a produção científica das futuras gerações”, afirma Senna.

“Não há dúvidas de que países que investem maciçamente em ciência, tecnologia e inovação, tornam-se mais desenvolvidos em inúmeras áreas. Agora mesmo, em tempos pandêmicos, enxergamos nitidamente a dependência do país por insumos e medicamentos importados. Com o fomento de ações de valorização da pesquisa, quem sabe, em um futuro próximo, poderemos ser mais independentes neste setor, por exemplo”, finaliza.

O diretor-presidente da Fundect, Márcio de Araújo Pereira, informou que o edital foi concebido após uma série de visitas a escolas da rede estadual e conversas com professores, diretores e alunos. “Conversando com as pessoas, detectamos essa demanda. São inúmeros projetos desenvolvidos nas escolas públicas de MS, e é nosso papel apoiar e incentivar a vocação científica destes jovens”, avalia Márcio.

Na avaliação da secretária de Educação, Maria Cecília Amêndola da Motta, o PICTEC vem para valorizar o trabalho de professores e alunos. “Estamos muito felizes com este Programa, agradecemos imensamente à Semagro e à Fundect por este edital de valorização profissional e também financeira de nossos profissionais. Projetos de iniciação científica já são desenvolvidos em nossas escolas, e agora com essas bolsas, dando um respaldo financeiro para os envolvidos, temos certeza que colheremos bons frutos num futuro muito próximo”, afirmou.

Pax Primavera
Veja também

Ao continuar navegando nesse site, você concorda com o uso de cookies. Estou ciente Saiba mais