O Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção Pesada (SINTICOP-MS) estima a geração de cerca de dois mil empregos com as obras de esgoto no interior do estado. “São empregos diretos e indiretos no setor de infraestrutura, uma excelente notícia neste período de pandemia”, afirma o presidente do Sindicato, Walter Vieira dos Santos.

As obras devem começar no segundo semestre do ano que vem em 68 municípios do estado. A empresa vencedora do leilão da Sanesul é a AEGEA, que já controla a Águas Guariroba. “É uma empresa que costuma cumprir a legislação trabalhista e todas as normas de segurança nos canteiros de obras”, diz Walter.

A AEGEA tem previsão de investir R$ 1 bilhão em obras e mais R$ 2,8 bilhões em operações e manutenção da rede de esgoto. A meta é que 100% do esgotamento sanitário estejam prontos em 10 anos. Porém, em apenas dois anos, segundo a AEGEA, 80% serão concluídos.

“A geração desses dois mil empregos no interior ajuda a movimentar também toda a economia regional. Estaremos à disposição para também ajudar na contratação da mão de obra que a AEGEA precisar”, finaliza Walter.