Escolinha de Atletismo de Ponta Porã é ‘garimpo de ouro’

A Escolinha de Atletismo mantida pela prefeitura de Ponta Porã, através da Funcespp (Fundação de Cultura e Esporte de Ponta Porã), foi de início, um grande sonho do professor Ageu de Oliveira. Tudo começou em 2008. No período de 2013 a 2016, o projeto foi interrompido, retornando na gestão do prefeito Hélio Peluffo.

A escolinha se tornou APEV (Associação Pontaporanense Esporte é Vida) e Projeto Atletismo Geração Novos Tempos, passando a contar com aliados importantes, como a Secretaria de Assistência Social e Secretaria de Educação para disputar os vários campeonatos em Mato Grosso do Sul e Brasil.

Com a pista improvisada nas imediações da Funcespp e apoio do 11º RC Mec (Regimento de Cavalaria Mecanizado), o professor montou sua equipe e selecionou os principais destaques e promissores atletas para compor a escolinha. Ageu colocava em prática todo seu conhecimento de ex-atleta da modalidade.

CAMPEÕES DE OURO

A conquista de duas medalhas de ouro no Campeonato Brasileiro Sub-16 de Atletismo, mostrou que toda luta do professor Ageu valeu a pena. No último final de semana, o jovem Gabriel Antônio Marques Claudino foi o grande destaque do Estado no Brasileiro disputado em Cascavel (PR).

“É altamente satisfatório e realizador um dia como esse. É um momento incrível, um título nacional é uma façanha digna de todas as comemorações possíveis. Agora. Imagina isso, duas vezes, no mesmo dia e depois de 30 anos. Olho, paro, penso, analiso e não consigo parar de me emocionar. Foi fenomenal, foi incrível, Mas nós fizemos por merecer tudo isso, Foram muitos anos de luta e dedicação até chegar a esse brilhante momento com o Gabriel Claudino”, afirmou Ageu.

Por fim, ele também agradeceu.

“Não posso deixar de lembrar que a APEV tem uma equipe multidisciplinar que faz com que tudo possa ter um bom andamento. Os professores e apoiadores, Domingos Junior Gomes, Fredy Salomão Miranda, Anair Gomes Medina, Eduardo Antônio Araujo Gimenez, Marielle da Silva Venâncio, Lauana Ribeiro Redresso e Karla de Souza Galdino. E claro, o apoio do prefeito Hélio Peluffo, que nos da liberdade e condições para trabalhar. Sem isso, nada seria possível”, finalizou.

Veja também