Governador oficializa repasse de R$ 200 mil da MSGás à Fundesporte para os Jogos Escolares

A Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte) recebeu R$ 200 mil da Companhia de Gás do Estado (MSGás). O recurso, captado por meio da Lei n. 11.438 de 2006, a Lei de Incentivo ao Esporte, será aplicado na aquisição de material esportivo para a realização dos Jogos Escolares da Juventude de Mato Grosso do Sul. O acordo do repasse foi oficializado nesta quarta-feira (3), pelo governador Reinaldo Azambuja.

O aporte financeiro será destinado às equipes de modalidades coletivas (basquetebol, futsal, handebol e voleibol) da principal competição escolar sul-mato-grossense. O objetivo é proporcionar melhor desempenho de aproximadamente 2,6 mil alunos-atletas, na faixa etária de 12 a 17 anos.

“É um recurso significativo de incentivo fiscal e o mais importante é que fica em Mato Grosso do Sul e será aplicado no nosso esporte, estimulando e motivando, assim, milhares de atletas e técnicos de diversos municípios”, enfatizou o governador Reinaldo Azambuja.

Para o diretor-presidente da Fundesporte, Marcelo Ferreira Miranda, a verba também apoiará as equipes que representarão o Estado a nível nacional. “Vamos premiar as equipes campeãs, motivando-as para futuras competições e dando condições para que possam bem representar Mato Grosso do Sul lá fora”.

A última edição dos Jogos, realizada em 2019, reuniu 4.994 alunos-atletas (3.360 nas coletivas e 1.634 nas individuais), de 525 escolas (101 municipais, 323 estaduais, 97 privadas e quatro federais). A competição percorreu, ao todo, sete cidades: Três Lagoas, Aquidauana, Anastácio, Jardim, Campo Grande, Nova Andradina e Corumbá, de 16 de maio a 23 de agosto.

“Hoje, há participação de quase todos os municípios e o nível técnico melhorou muito. Então, é muito importante esse apoio da MSGás, porque melhora as condições e motiva mais os nossos atletas e técnicos. Isso mostra uma gestão moderna do Governo do Estado e da Companhia, otimizando os recursos com essa dedução do imposto de renda. Um recurso que iria para fora, ao Governo Federal, e que fica aqui para atender a atividades culturais e esportivas”, finalizou Miranda.

Fomento à cultura e arte

Além da Fundesporte, mais duas entidades foram contempladas com recursos da MSGás. A Associação Cultural Dançurbana recebeu R$ 404.717,80, que serão utilizados na realização da terceira edição do projeto Circula Dançurbana. A instituição desenvolve espetáculos infantis, encontros de mediação artística para crianças e de oficinas de disseminação da experiência para arte-educadores e professores de educação infantil. As ações abrangem Campo Grande e mais 10 cidades.

Já a entidade Obras Sociais Francisco Thiesen, mais conhecida como Projeto Tekotee, angariou R$ 230.671,53. A verba será aplicada na ampliação de oficinas na área musical, com novos instrumentos, como violão, violino, teclado e flauta doce, além de novas oficinas de dança e na área de artes visuais. O projeto social atende crianças de cinco a 16 anos, combatendo a marginalização por meio da cultura e da arte.

O diretor-presidente da MSGás, Rui Pires dos Santos, afirma que a Companhia cumpre com seu papel social no atendimento ao público infantojuvenil. “A MSGás tem buscado fazer essa distribuição de incentivos fiscais. Resolvemos trabalhar com várias entidades. Abrimos uma chamada pública, bem transparente, com aporte de 800 mil para ajudar. Nós priorizamos o aspecto social e estamos felizes em poder ajudar estas três entidades”.

Pax Primavera
Veja também

Ao continuar navegando nesse site, você concorda com o uso de cookies. Estou ciente Saiba mais